PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Maserati rara volta à vida com peças improvisadas e economia de R$ 385 mil

Empresário comprou Maserati coberta por mato e estima gastar até R$ 15 mil nos reparos; exemplar idêntico abandonado em Guarujá (SP) tem conserto estimado em R$ 400 mil - Arquivo pessoal
Empresário comprou Maserati coberta por mato e estima gastar até R$ 15 mil nos reparos; exemplar idêntico abandonado em Guarujá (SP) tem conserto estimado em R$ 400 mil
Imagem: Arquivo pessoal
do UOL

Alessandro Reis

Do UOL, em São Paulo

25/11/2020 04h00

Um empresário de Atibaia, no interior paulista, comprou recentemente uma Maserati 4200 Spyder 2003 que permaneceu cerca de um ano e meio largada no pátio da casa da antiga dona, sob as intempéries, parcialmente coberta por mato e protegida apenas com pedaços de lona velha.

Reinaldo Fatibello, de 52 anos, conta que o carro acumulava quase o próprio valor de dívidas de IPVA e licenciamento atrasados quando ele fechou negócio este mês, após um ano de negociações. Segundo a Tabela Fipe, seu preço médio é de R$ 132 mil.

Isso não o impediu de realizar o sonho de ter um esportivo italiano equipado com motor V8 construído pela Ferrari. Existem apenas 21 exemplares da 4200 Spyder no Brasil.

Maserati 4200 Spider 2003 Atibaia Reinaldo Fatibello - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Maserati de Reinaldo Fatibello estava havia pelo menos um ano e meio parada sob sol e chuva
Imagem: Arquivo pessoal

O fato de o conversível ter ficado tanto tempo sob sol e chuva também não assustou Fatibello - mesmo ele sabendo que um automóvel do tipo tem manutenção cara e peças difíceis de se encontrar.

Com bastante criatividade, além da ajuda de mecânicos experientes, ele acredita que gastará "no máximo" R$ 15 mil para devolver a Maserati à velha forma.

Maserati 4200 Spider 2003 Atibaia Reinaldo Fatibello detalhe frente - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Sob o capô, esportivo com apenas 21 unidades do Brasil traz motor V8 construído pela Ferrari
Imagem: Arquivo pessoal

O valor é uma pequena fração da estimativa de conserto de outra 4200 Spyder, do mesmo ano, porém amarela. Esta Maserati foi apreendida e permanece em um pátio da Prefeitura de Guarujá (SP) desde abril de 2016, aparentando danos parecidos.

De acordo com especialistas, com base em fotos recentes, seu reparo sairia por algo entre R$ 350 e R$ 400 mil.

Gambiarras?

Maserati 4200 Spider 2003 Atibaia Reinaldo Fatibello lateral matagal - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Empresário tem apelado para criatividade e improvisação para não gastar fortuna no conserto
Imagem: Arquivo pessoal

No caso, o "orçamento" seria referente a revisão e restauro com itens originais na oficina da Via Italia, importadora oficial da marca. Já o veículo de Fatibello está recebendo componentes novos "emprestados" de outros modelos e serviço de oficinas multimarcas.

"O segredo é não ter pressa e pesquisar muito. Um jogo de velas original da Spyder sai por R$ 3,7 mil. Meu mecânico encontrou velas de moto Honda por aproximadamente R$ 40 cada. Serviram perfeitamente".

Reinaldo, que é dono de uma loja de carros usados, também trocou as duas bombas de combustível de sua Maserati, que recebeu peças utilizadas na Chevrolet Meriva - portanto, bem mais baratas.

Maserati 4200 Spider 2003 Atibaia Reinaldo Fatibello traseira caminhão - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Maserati 4200 Spyder já no caminhão plataforma após a compra; negociações demoraram um ano
Imagem: Arquivo pessoal

Caso tenha de substituir a embreagem do câmbio automatizado, algo que talvez não seja necessário, Fatibello tem outra alternativa econômica:

"Soube da existência de duas Spyders 'doadoras' de peças na capital paulista. A embreagem de uma delas foi vendida há pouco por R$ 3 mil. O item zerado e original custa cerca de R$ 16 mil".

Maserati 4200 Spider 2003 Atibaia Reinaldo Fatibello dianteira - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Novo dono já trocou fluidos e as duas bombas de combustível, 'emprestadas' da Chevrolet Meriva
Imagem: Arquivo pessoal

O proprietário conta que, além da ajuda de um mecânico de confiança, a postagem que fez no Facebook com fotos da sua aquisição rendeu quase mil mensagens em apenas dois dias. Muitas delas foram dicas de como encontrar peças usadas ou paralelas para o raro conversível.

Devido ao período prolongado sob os efeitos do clima, a capota de lona da Spyder apresenta um pequeno rasgo, cujo reparo não exigirá a troca da peça inteira, complementa.

Além dos serviços já relatados, ele trocou todos os fluidos, colocou o motor para funcionar e ainda vai realizar uma limpeza caprichada no carrão, que sai da fábrica com 395 cv de potência e 46 kgfm de torque, enviados para as rodas traseiras.

Maserati 4200 Spider 2003 Atibaia Reinaldo Fatibello Giugiaro - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Carroceria do conversível italiano é assinada pelo estúdio Giugiaro; Maserati já pertenceu à Ferrari
Imagem: Arquivo pessoal

Para ajudar a bancar a nova máquina, Reinaldo pretende vender futuramente sua réplica de Porsche 356 conversível. Ele também é dono de Toyota Bandeirante, Chevrolet C10, VW Fusca 1967 e caminhão FNM.

"Nunca pensei em ter uma Maserati legítima. O ronco do motor em marcha-lenta é maravilhoso, não tem nada igual", diz o empresário. Ele não vê a hora de terminar os reparos necessários e começar a curtir sua aquisição.

Ferrari homenageou centenário da Maserati em 2014

Band Notí­cias

Notícias