PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Lamborghini é criticada por ter meninas em anúncio de carro de R$ 2 milhões

do UOL

De Carros, em São Paulo

24/11/2020 14h38Atualizada em 24/11/2020 14h51

A marca de carros de luxo Lamborghini está recebendo diversas críticas nas redes sociais por uma campanha publicitária, nomeada como "Com a Itália, pela Itália", na qual meninas posam para as fotos da propaganda ao lado de um carrão amarelo, em Palermo, na Itália. Entre as principais críticas está a presença de meninas com roupas "curtas" e vestindo biquínis, associadas ao carro de luxo da marca.

Entre as fotos que causaram polêmica está a de uma adolescente sentada em frente a uma Lamborghini Aventador SVJ amarela avaliada em 270 mil libras esterlinas (cerca de quase R$ 2 milhões). A modelo da foto usa uma blusa cropped e um short.

"Valorizar os recantos de uma cidade maravilhosa, uma cidade que é como uma criança cheia de sonhos e esperanças", escreveu a marca nas redes sociais junto com as fotos, descrevendo a proposta da campanha publicitária.

O registro fotográfico da propaganda foi feito pela fotógrafa Letizia Battaglia, de 85 anos, conhecida por seu trabalho nos anos 80 como fotojornalista ao tirar fotos de crimes da máfia italiana e de crianças nas ruas de Palermo, segundo o site The Sun.

O prefeito de Palermo, Leoluca Orlando, exigiu a retirada dos anúncios nas ruas da província.

"Eu realmente admiro Letizia por seu amor por Palermo e pelas crianças da cidade, mas essas imagens enviam a mensagem errada. Não aprovo o uso de corpos de mulheres e crianças para uso comercial", disse Leoluca ao site The Times UK e reafirmou o posicionamento em sua página no Facebook.

Em um comunicado publicado no site da Prefeitura de Palermo, o prefeito ainda exigiu que a Lamborghini "suspendesse imediatamente a campanha retirando qualquer imagem da cidade de Palermo [do ar]" e disse que o local havia autorizado a campanha, mas não sabia os detalhes da mesma e só viu os resultados quando a marca publicou as fotos nas redes sociais na última semana.

Diversas pessoas apoiaram o posicionamento da prefeitura local. "Há outras maneiras de valorizar a bela Palermo. Certamente não a combinação de garotas com o carro de luxo, que considero de mau gosto", disse uma pessoa no Facebook.

"Agora sim, estou satisfeita! Os menores devem ser protegidos! Se não os protegermos nós próprios, quem os protege? O problema também são os pais (a quem dou parte da culpa) que ganham dinheiro, exploram os seus filhos (menores) expondo-os. Sem falar na maneira como vestem, as maquiagens e com looks travessos", escreveu outra internauta.

Segundo o site local Corriere della Sera, na última sexta-feira (20), a Lamborghini apagou as fotos retiradas por Letizia das redes sociais da marca. "Estou muito triste com estas reações. Pois, para mim, Palermo é uma criança com um olhar inocente que cresce", disse a fotojornalista ao site.

Ontem, a fotógrafa publicou diversas fotos de pessoas com placas escritas "#EuEstouComLetizia", apoiando o trabalho da mulher. "Não consigo imaginar que ainda hoje alguém se escandalize perante a criatividade e genialidade de uma mulher. Me entristece tanto!", disse uma pessoa. "Letizia, não desista, precisamos de mulheres como você", comentou outra. Apesar de toda a confusão, a fotógrafa não apagou as fotos da campanha de sua página oficial no Facebook.

Além de Letizia, a marca teria contratado outros 20 fotógrafos para tirar as fotos dos carros pelo país para a campanha publicitária, apelidada de "declaração de amor à Itália".

Posicionamento da empresa

A Lamborghini se posicionou informando que retirou as imagens do ar e lamenta que as imagens possam ter ofendido cidadãos locais.

"Decidimos eliminar as postagens com as fotos de Letizia Battaglia feitas para o projeto 'Com a Itália, pela Itália' em resposta ao pedido do prefeito de Palermo, Leoluca Orlando. Lamentamos que as imagens possam ter ofendido a sensibilidade dos cidadãos de Palermo, mas a este respeito gostaríamos de esclarecer que a iniciativa geral nasceu como um ato de amor de Lamborghini por seu país, para apoiar seu relançamento em um momento de grandes desafios como aquele atual", explicou a marca.

Notícias