PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Juro do cheque especial sobe; rotativo do cartão cai, mas ainda supera 300%

Juro médio do rotativo do cartão foi de 309,9% em setembro, de acordo com o Banco Central - Vaselena/Getty Images/iStockphoto
Juro médio do rotativo do cartão foi de 309,9% em setembro, de acordo com o Banco Central Imagem: Vaselena/Getty Images/iStockphoto
do UOL

Do UOL, em São Paulo

26/10/2020 10h41Atualizada em 26/10/2020 10h57

Os juros do cheque especial subiram de 112,9% em agosto para 114,2% ao ano em setembro. Na comparação com setembro do ano passado (245,7%) houve queda.

Por outro lado, o juro médio do rotativo do cartão de crédito caiu de 310,2% em agosto para 309,9% ao ano no mês passado. Em setembro de 2019, a taxa era de 307,9% ao ano.

Os dados foram divulgados hoje pelo Banco Central. Esses são números médios e podem variar para cada situação específica, porque os bancos oferecem taxas diferentes de acordo com o plano contratado pelo cliente e a relação entre eles (quem tem mais dinheiro no banco paga menos taxas).

O nível dos juros no país é considerado muito alto. Para efeito de comparação, a Selic, taxa básica de juros da economia brasileira, está em 2% ao ano, menor patamar desde o início da série histórica, em 1996.

Veja a variação dos juros nas modalidades de crédito em setembro:

  • Cheque especial: subiu de 112,9% para 114,2% ao ano
  • Rotativo do cartão de crédito: caiu de 310,2% para 309,9% ao ano
  • Cartão de crédito parcelado: subiu de 137,8% para 142,1% ao ano
  • Crédito pessoal não-consignado: caiu de 70,3% para 69,6% ao ano
  • Crédito pessoal consignado: caiu de 18,9% para 18,5% ao ano
  • Compra de veículos: caiu de 18,9% para 18,6% ao ano
  • Financiamento imobiliário: mantido em 7,2% ao ano

Notícias