PUBLICIDADE
Topo

Caracas denuncia 'entrada furtiva' de navio dos EUA nas águas jurisdicionais da Venezuela

16/07/2020 13h58

Caracas, 16 Jul 2020 (AFP) - A Venezuela denunciou nesta quinta-feira (16) que um navio de guerra enviado pelos Estados Unidos no Caribe entrou "de maneira furtiva" nas águas jurisdicionais do país, o que descreveu como "ato de provocação".

"O navio USS Pinckney" navegou em "nossa Zona Contígua a uma distância de 16.1 milhas náuticas (30 km) das costas venezuelanas", indicou um comunicado do Ministério das Relações Exteriores venezuelano.

"A entrada do navio americano de maneira furtiva nas águas jurisdicionais venezuelanas viola claramente o Direito Marítimo Internacional e só pode ser classificada como um ato de provocação indesculpável, além de errado e infantil", acrescentou o texto.

A Zona Contígua se estende até 24 milhas náuticas (44 km) da costa e, segundo a ONU, um país tem jurisdição em questões alfandegárias, fiscais, migratórias ou de saúde nessa área. O limite do mar territorial é de 12 milhas náuticas (22 km).

erc/lp/aa

Notícias