PUBLICIDADE
Topo

PE apresenta protocolo para volta às aulas presenciais sem estipular data

Pernambuco ainda não tem data definida para retorno às aulas presenciais - iStock
Pernambuco ainda não tem data definida para retorno às aulas presenciais Imagem: iStock
do UOL

Do UOL, em São Paulo

15/07/2020 17h52

O governo de Pernambuco apresentou hoje (15) o protocolo para a área da Educação com o intuito de estabelecer as regras e medidas de prevenção contra o coronavírus para o retorno às aulas presenciais no estado. No entanto, não foi definida uma data para que isso aconteça.

"Nosso objetivo ao divulgar o protocolo setorial da educação é fazer com que as instituições de ensino possam realizar seu planejamento e tomar as providências necessárias para o retorno dos estudantes às salas de aula. É importante ressaltar que as instituições, sejam das redes pública ou privada, poderão estabelecer protocolos com medidas complementares, desde que sigam as orientações gerais do documento apresentado pelo governo de Pernambuco", disse o secretário estadual de Educação e Esportes, Fred Amancio.

As determinações incluem definição de distância mínima de um metro e meio entre estudantes, trabalhadores e colaboradores em qualquer ambiente das instituições de ensino. Com isso, os gestores de ensino poderão ter que reduzir a quantidade de alunos em salas de aula. O governo estadual citou a possibilidade de adotar um sistema de rodízio nas escolas.

O protocolo ainda estabelece a promoção de intervalos diferentes de entrada, saída e alimentação como forma de evitar aglomerações nos horários tradicionais nas instituições de ensino. As pessoas que frequentam as escolas deverão ser orientadas a evitar contatos próximos, como apertos de mãos, abraços e beijos.

Nas refeições, deverá ser respeitada uma distância de dois metros entre cada estudante. Fica obrigatório o uso de máscaras, que terá orientações específicas no caso de crianças até dois anos de idade.

As determinações ainda são para a disponibilização de álcool 70% e locais de lavagem das mãos e reforço da limpeza e desinfecção dos ambientes e superfícies mais tocadas, como mesas, cadeiras, maçanetas, banheiros e áreas comuns.

Notícias