PUBLICIDADE
Topo

Morre filha caçula de Mandela, militante anti-Apartheid

13/07/2020 12h33

Joanesburgo, 13 Jul 2020 (AFP) - Zindzi Mandela, militante anti-Apartheid e filha mais nova de Nelson Mandela, o primeiro presidente negro da história da África do Sul, morreu aos 59 anos, nesta segunda-feira (13), em um hospital de Joanesburgo.

Em um comunicado, o presidente sul-africano, Cyril Ramaphosa, apresentou suas "sinceras condolências à família Mandela" e se declarou "profundamente entristecido pela morte de (...) Zindziswa 'Zindzi' Nobutho Mandela".

Ramaphosa prestou homenagem a "uma militante política corajosa", que participou do braço armado do Congresso Nacional Africano (CNA), líder do combate ao regime do Apartheid, oficialmente desmembrado em 1994.

As causas da morte não foram divulgadas. Atualmente, ela era embaixadora do país na Dinamarca.

Nelson Mandela, que foi casado três vezes, teve seis filhos. Quatro já faleceram.

sn/ach/me/mb/aa/tt

Notícias