PUBLICIDADE
Topo

Dia da Pizza: nutricionista destaca opções saudáveis e menos calóricas

10/07/2020 13h51

Nesta quarentena, muitas pessoas passaram a testar, diariamente, novas receitas na cozinha, principalmente as chamadas comfort foods, entre elas a da famosa pizza, que tem até um dia para ser comemorada: hoje (10) é o Dia da Pizza. A frequência no consumo desse tipo de comida, que desperta a sensação de bem-estar, no entanto, precisa ser equilibrada, para não prejudicar o sistema imunológico e aumentar os níveis de diabetes, colesterol e hipertensão, além do peso.

Para comemorar o Dia da Pizza em casa, a gerente de Nutrição do Hospital do Coração de São Paulo (HCor), Rosana Perim, ressalta que a receita pode combinar ingredientes mais saudáveis, deixando a refeição mais leve e nutritiva. "Com escolhas corretas e sem excessos, dá para evitar a alta ingestão de gorduras saturadas e sódio, tornando a preparação mais balanceada",afirma a nutricionista.

Rosana recomenda pôr a mão na massa, e evitar as versões congeladas e os rodízios de pizza, em que pode-se comer à vontade a preço fixo e, consequentemente, acabar consumindo mais calorias. "Ao trazer para si a responsabilidade de preparar a pizza em casa, consegue-se ter controle da seleção de ingredientes e da quantidade de recheio", explica a nutricionista.

Ela destaca que a massa não é a vilã, como muitos pensam, pois é preparada com farinha, água, fermento e sal. Ao optar pela farinha integral, o preparo fica ainda mais saudável. No entanto, no caso de manter o uso da farinha branca, é fundamental investir em massas mais finas. "Outra dica é resistir à tentação da borda recheada, pois pode aumentar em média 200 calorias por fatia."

Recheio

Pizza doce deve ser consumida com moderação, diz a nutricionista Rosana Perim - Rovena Rosa/Arquivo/Agência Brasil

Para a escolha da cobertura, existem várias combinações que vão deixar a pizza mais saudável e menos calórica. Fuja do provolone, gorgonzola, catupiry, da calabresa, do bacon e da portuguesa, pois são as opções mais gordurosas e calóricas, aconselha Rosana. "As opções de pizzas saudáveis são aquelas preparadas com queijos brancos, champignon, palmito, vegetais em geral, frango e atum."

A nutricionista ressalta que, como opções de sobremesa, as pizzas doces também costumam ser calóricas por causa das coberturas de chocolate, leite condensado, goiabada, doce de leite e creme de avelã, entre outras. "Nesse caso, o ideal é reservar uma fatia pequena para a sobremesa para não exagerar."

É preciso também controlar a quantidade de azeite. Por mais saudável e saboroso que seja, azeite em excesso vai contribuir para o ganho de calorias. "Das massas até o azeite, o recomendado é seguir a máxima da moderação em todas as etapas de preparo e consumo. É possível comer bem sem precisar abrir mão do que se gosta", afirma Rosana.

Mais e menos calóricas

Seundo a nutricionista, a  pizza de atum é uma das opções menos calóricas e a mais saudável do cardápio, com apenas 205 calorias por fatia. Mais consumida e talvez a mais simples das pizzas, a versão de muçarela leva em sua receita tradicional somente molho de tomate e queijo - assim uma fatia tem, em média, 280 calorias.

Cada fatia da pizza recheada com fatias de cebola e linguiça calabresa tem 370 calorias (a receita salta para 415 calorias com o acréscimo de queijo muçarela). Já a pizza de quatro queijos, por sua vez, tem 420 calorias por fatia, e o consumo deve ser moderado não só pela quantidade de calorias, mas também por ser rica em gordura saturada.

Mais calórica do que as anteriores, com ovo, presunto, queijo, azeitonas, cebola e azeite, a versão portuguesa tem 450 calorias por pedaço.

Independentemente da escolha do sabor, é fundamental comer com moderação, alerta Rosana. "O consumo de duas a três fatias é o mais recomendado para manter o equilíbrio."

Notícias