PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Gripado e com febre, Bolsonaro faz exame de pulmão e mais um teste de Covid

Carla Araújo

Jornalista formada em 2003 pela FIAM, com pós-graduação na Fundação Cásper Líbero e MBA em finanças, começou a carreira repórter de agronegócio e colaborou com revistas segmentadas. Na Agência Estado/Broadcast foi repórter de tempo real por dez anos em São Paulo e também em Brasília, desde 2015. Foi pelo grupo Estado que cobriu o impeachment da presidente Dilma Rousseff. No Valor Econômico, acompanhou como setorista do Palácio do Planalto o fim do governo Michel Temer e a chegada de Jair Bolsonaro à Presidência.

do UOL

com Emanuel Colombari e Guilherme Mazieiro

06/07/2020 19h50

O presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), está com alguns sintomas de gripe e decidiu ir até o Hospital das Forças Armadas (HFA) no fim da tarde desta segunda-feira para realizar exames.

Em nota, a Secom (Secretaria Especial de Comunicação Social) confirmou o que já havia sido publicado pela imprensa: "O presidente Jair Bolsonaro realizou na noite de hoje, 6, teste de covid-19 em hospital de Brasília. O resultado sairá nesta terça-feira, 7. O presidente apresenta, nesse momento, bom estado de saúde e está em sua residência".

Em conversa com apoiadores, Bolsonaro, que estava de máscara, evitou aproximação, mas disse que "está tudo bem". "Não pode chegar muito perto, não. Recomendação (para) todo mundo", afirmou em vídeo divulgado por apoiadores do presidente.

"Estou evitando (contato), porque vim do hospital agora. Fiz uma chapa (exame de raio-x) de pulmão. Tá limpo o pulmão, está certo? Fui fazer exame do covid agora há pouco, mas tá tudo bem", acrescentou.

Apesar de o presidente ter sido atendido no HFA, fontes da Defesa afirmam que ele não realizou o teste para Covid na instituição. O teste de Covid foi realizado no Alvorada, residência oficial do presidente. E o resultado, de acordo com outro auxiliar direto do presidente, deve sair amanhã.

"A Presidência foi enfática em dizer que qualquer declaração deverá sair por eles", disse um auxiliar da Defesa.

De acordo com um ministro próximo do presidente, "tudo levar a crer que é um quadro de virose". Ontem, Bolsonaro teve dores de barriga e hoje apresentou uma indisposição e febre, segundo esse auxiliar. "Mas ele está bem, não há razão para alardes", ponderou.

Sem máscara

No último sábado (4), o presidente almoçou com o embaixador americano no Brasil, Todd Chapman, em Brasília. Ele foi acompanhado por diversos ministros e todos posaram para fotos sem máscara.

Desde que retornou dos Estados Unidos, em março, com o começo da doença no país, o presidente e sua comitiva realizaram testes para verificar a presença do vírus.

Na comitiva, mais de 20 pessoas foram infectadas. O presidente realizou três exames para testar a doença e, durante meses, resistiu a divulgar os resultados. Somente em maio, após uma ação movida pelo jornal O Estado de S.Paulo, Bolsonaro revelou que usou pseudônimos para realizar os exames, que teriam atestado negativo para a doença.

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do que constava nesta nota, o presidente divulgou os exames que fez para verificar se estava com coronavírus. A informação foi corrigida.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.

Notícias