PUBLICIDADE
Topo

Ex-secretário de Cristina Kirchner é encontrado morto na Argentina

04/07/2020 16h00

Buenos Aires, 4 Jul 2020 (AFP) - Um ex-secretário dos presidentes Nestor e Cristina Kirchner (2003-2015), procurado desde quinta-feira, foi encontrado morto neste sábado no sul da Argentina, informou o juiz no caso.

Fabián Gutiérrez foi visto pela última vez na quinta-feira na cidade de El Calafate, 2.750 km a sudoeste de Buenos Aires.

"Temos quatro pessoas detidas e encontramos o corpo", disse o juiz Carlos Navarte ao canal C5N, para quem "o motivo pode ser um assalto ou uma possível crime passional".

Entre os quatro jovens presos no sábado de manhã, um rapaz de 20 anos teve em um relacionamento afetivo com Gutiérrez. Nenhum deles tinha antecedentes criminais.

Na do ex-secretário do atual vice-presidente faltava uma televisão e uma aparelhagem de som, entre outros pertences, segundo o juiz.

O primeiro detento investigado admitiu o crime e indicou a casa a polícia encontrou o corpo, além dos objetos roubados e uma faca ensanguentada, segundo o magistrado.

O corpo de Gutiérrez, que segundo a imprensa argentina era dono de uma grande fortuna, estava amarrado, com sinais de espancamento e um corte na garganta.

Gutiérrez, natural da província de Santa Cruz (sul) e que foi próximo ao casal de Kirchner desde a adolescência, deixou o cargo em 2010.

Em 2018, depois de ser detido por um mês e processado por lavagem de dinheiro, ele foi admitido como testemunha "colaboradora" (para atenuar a possível sentença) em um caso de supostos subornos em obras públicas durante o governo Cristina Kirchner, que envolve dezenas de empresários, funcionários e a ex-presidente.

Notícias