PUBLICIDADE
Topo

Vale para turismo interno pode ser usado em praias da Itália

03/07/2020 17h47

ROMA, 3 JUL (ANSA) - A Agência da Receita da Itália informou nesta sexta-feira (3) que o bônus de até 500 euros destinado a todas as famílias italianas com renda anual menor que 40 mil euros para fazerem turismo interno também poderá ser utilizado para o pagamento dos serviços nas praias do país.

Segundo comunicado, o "bônus férias" abrangerá os pacotes de viagens para praia, incluindo os custos com serviços adicionais, como a locação de guarda-sol e espreguiçadeiras. No entanto, a nova medida será válida desde que todas as despesas estejam indicadas na fatura emitida por um único fornecedor. O benefício foi aprovado para incentivar a retomada econômica da Itália, em meio à pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2), e pode ser usado para o pagamento de serviços oferecidos a nível nacional por empresas de alojamento turístico, como, por exemplo, hotéis e outras instalações para estadias curtas, como resorts, albergues, colônias e pousadas.

No comunicado da Agência da Receita reitera-se que o crédito, sendo utilizável até 31 de dezembro de 2020, também se aplica a quem fizer reservas com agências de viagem e operadores turísticos.

As novas informações foram reveladas três dias após o pagamento de mais de 250 mil vales, um valor total de quase 118 milhões de euros, de acordo com os dados fornecidos pelo governo italiano. Vouchers cancelados - Os vouchers de viagem e férias que precisaram ser cancelados devido ao novo coronavírus até 30 de setembro terão validade de 18 meses. Após esse período, se os clientes não tiverem sido usados para outras reservas, terão direito a um reembolso. A mesma decisão também se aplica aos ingressos para shows.

A medida foi aprovada pelo Comitê de Orçamento da Câmara da Itália e também se aplica aos comprovantes de viagens já emitidos. (ANSA)

Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.

Notícias