PUBLICIDADE
Topo

Jihadista francês é condenado a 30 anos de prisão

03/07/2020 19h41

Paris, 3 Jul 2020 (AFP) - O jihadista francês Tyler Vilus, emir do grupo Estado Islâmico e figura destacada nos círculos terroristas franceses, foi condenado nesta sexta-feira a 30 anos de prisão por crimes cometidos na Síria entre 2013 e 2015.

O presidente do tribunal disse a Tyler Vilus que ele "decidiu não emitir uma sentença de prisão perpétua, o que era possível", apesar de o tribunal o considerar culpado de todos os crimes pelos quais foi acusado, incluindo a execução de dois prisioneiros.

Tyler Vilus, de 30 anos, é um dos primeiros de sua geração a viajar para a Síria pela primeira vez desde o final de 2012 e um dos poucos indivíduos desse grupo que regressou com vida.

O advogado-geral Guillaume Michelin disse que Vilus era "um chefe de guerra" com base em Hraytan, nos arredores de Aleppo, que participou da liderança de um grupo de combatentes de língua francesa em "operações de limpeza" e foi "parabenizado por sua sangrenta eficiência" por seus companheiros jihadistas.

sb/jt/fjb/eg/yow/lca

Notícias