PUBLICIDADE
Topo

Nivus, T-Cross e Tracker: qual dos SUVs 1.0 turbo oferece menor consumo?

Volkswagen Nivus estreia com o mesmo motor 1.0 TSI que equipa as versões 200 TSI e Comfortline do T-Cross; unidade rende 128 cv e 20,4 kgfm - Reprodução
Volkswagen Nivus estreia com o mesmo motor 1.0 TSI que equipa as versões 200 TSI e Comfortline do T-Cross; unidade rende 128 cv e 20,4 kgfm
Imagem: Reprodução
do UOL

Alessandro Reis

Do UOL, em São Paulo (SP)

28/06/2020 04h00

O Volkswagen Nivus acaba de chegar ao mercado, disponível exclusivamente com motor 1.0 turbo flex e transmissão automática de seis marchas.

Impensável há alguns anos em utilitários esportivos, a motorização com apenas um litro de cilindrada hoje é oferecida em outros dois modelos dessa categoria: o T-Cross, também da VW, e o Chevrolet Tracker.

Entre o fim deste ano e o início de 2021, o Jeep Renegade vai se juntar ao time.

Apesar de pequenos, os motores do trio se valem de turbocompressor para entregar potência e torque compatíveis com o rendimento de unidades aspiradas maiores - isso tudo a rotações mais baixas e com menor consumo de combustível.

Os representantes da Volks acrescentam injeção direta à receita. Trata-se de outra estratégia para elevar a eficiência e a quantidade de quilômetros rodados a cada litro de gasolina ou etanol.

Nivus e T-Cross compartilham o propulsor de um litro e três cilindros, que rende 128 cv e 20,4 kgfm de torque - disponíveis a partir de apenas 2.000 rpm.

Já o 1.0 do Tracker, também tricilíndrico, entrega 116 cv e 16,8 kgfm, igualmente a 2.000 rotações.

Qual dos três oferece menor consumo?

Chevrolet Tracker - Reprodução - Reprodução
Tracker 1.0 não tem injeção direta, mas oferece consumo ligeiramente melhor do que Nivus e T-Cross
Imagem: Reprodução

Segundo medição do Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular do Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Metrologia), a vantagem, por margem apertada, é do Chevrolet.

De acordo com o instituto, o Tracker LT 1.0, única versão a combinar motor 1.0 turbo e câmbio automático (de seis velocidades), tem médias de 11,9 km/l na cidade e 13,7 km/l na estrada com gasolina comum. Abastecido com etanol, os números caem para 8,2 km/l e 9,6 km/l, respectivamente.

Essa configuração do Tracker pesa 1.228 kg e traz rodas de liga leve de 16 polegadas.

A dupla da Volks praticamente empata em relação ao consumo, mas perde para o utilitário da Chevrolet.

Com o derivado do petróleo, o Nivus faz 10,7 km/l e 13,2 km/l, contra 7,7 km/l e 9,4 km/l se utilizar etanol.

Volkswagen T-Cross 1.0 TSI - Divulgação - Divulgação
T-Cross é cerca de 100 kg mais pesado do que Nivus e ainda assim consumo é quase igual
Imagem: Divulgação

Por sua vez, o T-Cross 1.0 automático crava 10,8 km/l e 13,4 km/l com gasolina e 7,6 km/l e 9,5 km/l com o combustível extraído da cana-de-açúcar.

Pesando cerca de 1,2 tonelada, o Nivus é aproximadamente 100 kg mais leve do que o "irmão maior".

Os dados dos representantes da VW consideram rodas de 17 polegadas de liga de alumínio - a montadora não disponibilizou o consumo específico do Nivus com rodas aro 16.

Notícias