PUBLICIDADE
Topo

Telescópio capta imagem inédita de fenômeno no Universo

08/04/2020 14h14

ROMA, 08 ABR (ANSA) - O telescópio Event Horizon (EHT), conhecido por ter sido o primeiro a registrar uma foto de um buraco negro no Universo, conseguiu flagrar um dos eventos de maior potência já registrados: a emissão de um jato de plasma de dentro de uma dessas estruturas.   

A descoberta foi publicada na revista "Astronomy and Astrophysics" e a missão foi financiada pelo Conselho Europeu de Pesquisa (ERC) da Comissão Europeia, com o apoio do Instituto de Física Nuclear da Itália (INFN), do Instituto Nacional de Astrofísica da Itália e da Universidade Federico II de Nápoles.   

O flagrante da emissão do plasma veio de uma galáxia classificada como quasar - um fenômeno que é um buraco negro supermassivo que brilha intensa e que destrói a matéria aos seu redor. O quasar é indicado com a sigla 3C 279, estando na constelação de Virgem, a cinco bilhões de anos-luz da Terra, e seu centro fica excepcionalmente luminoso quando enormes quantidades de gás e estrelas são "engolidas" no buraco negro que está dentro dela, que tem uma massa um bilhão de vezes maior do que a do Sol. Uma parte do gás é expulsa depois desse processo em dois jatos de plasma que atingiram quase a velocidade da luz.   

"Cada vez que abrimos uma nova janela de observação no nosso Universo, isso nos causa novas emoções", disse Mariafelicia De Laurentis, pesquisadora da INFN. O resultado, acrescentou, "nos permite que agora é possível ter uma maior compreensão da natureza e dos processos físicos à base desses enormes absorvedores de energia". "Nós conseguimos atingir uma nova peça no grande quebra-cabeça da história do Universo", conclui.   

(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Notícias