PUBLICIDADE
Topo

Com novo recorde de mortos, Espanha deve ampliar quarentena

29/03/2020 10h02

ROMA, 29 MAR (ANSA) - A Espanha voltou a bater um recorde no número de mortes causadas pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2) em um dia, com 838 vítimas, neste domingo (29). Com isso, o número total de falecidos em meio à pandemia chegou 6.528 em um total de 78.797 infectados.   

De acordo com o premier Pedro Sánchez, ainda hoje será aprovada, em decisão extraordinária, a ampliação das medidas de restrição e isolamento social por toda a Espanha, com a determinação do fechamento de todas as atividades consideradas não essenciais - o mesmo caminho adotado pela Itália. O endurecimento da quarentena obrigatória deve ficar vigente até o dia 9 de abril No mundo, os casos da nova doença Covid-19 e do número de vítimas não para de aumentar. Segundo os dados da Universidade John Hopkins, já são 681.024 contaminados e 31.866 vítimas.   

Além da Espanha, um dos países europeus que mais registrou novos casos foi a Holanda, que ultrapassou a barreira dos 10 mil contaminados (10.866) e chegou a 771 falecimentos - 132 nas últimas 24 horas. Já os curados somam 3.483 pessoas. Os Estados Unidos continuam sendo o país que mais contabiliza contágios, com 124.686, seguido por Itália, 92.472, e pela China, 82.120 - que em breve deve ser superada pela Espanha.   

A Itália ainda responde por 1/3 das mortes, com 10.023 vítimas, seguida pela Espanha. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Notícias