PUBLICIDADE
Topo

Minério de ferro tem 1ª queda mensal em quatro por preocupações com demanda

28/02/2020 09h24

Por Enrico Dela Cruz

MANILA (Reuters) - Os contratos futuros de minério de ferro na China ampliaram as perdas nesta sexta-feira para marcar sua primeira queda mensal desde outubro, com o rápido crescimento do coronavírus alimentando os temores de uma recessão global, obscurecendo as perspectivas de demanda pela matéria-prima siderúrgica.

A China, onde o coronavírus se originou e infectou e matou milhares de pessoas, responde por mais da metade da produção mundial de aço e é o maior exportador de materiais para a indústria de construção.

O país asiático também é o principal importador de minério de ferro e está sob pressão para vender mais produtos siderúrgicos e reduzir a produção das usinas, já que seus estoques se acumularam após a epidemia parar os projetos de construção e manter as fábricas fechadas por semanas, prejudicando a demanda.

O contrato mais ativo do minério de ferro na Bolsa de Mercadorias de Dalian caiu 3,1%, para 616,50 iuanes (87,91 dólares) por tonelada, depois de cair 4,7% no início da sessão.

O minério de ferro de Dalian caiu 8% em relação à semana passada, marcando sua primeira perda semanal em três e registrou uma perda de 6,5% neste mês.

((Tradução Redação São Paulo 55 11 56447751))REUTERS RS

Notícias