PUBLICIDADE
Topo

Novas Ranger e Amarok podem ter versões SUV; modelos teriam espaço aqui?

Tiguan Allspace é a atual opção de SUV para 7 pessoas na linha VW - Reprodução
Tiguan Allspace é a atual opção de SUV para 7 pessoas na linha VW
Imagem: Reprodução
do UOL

Do UOL, em São Paulo (SP)

17/01/2020 04h00

Resumo da notícia

  • Acordo entre Ford e VW prevê produção de novas picapes na Argentina
  • Projetos de SUVs de 7 lugares também estariam nos planos

A colaboração entre Ford e Volkswagen pode render mais do que as próximas gerações de Ranger e Amarok. Segundo informações do site "Argentina Autoblog", as empresas podem lançar SUVs derivados das duas picapes.

Os projetos seriam de utilitários esportivos com sete lugares, seguindo o modelo que acontece com Chevrolet S10/Trailblazer e Toyota Hilux/SW4.

Apesar de alguns contratempos que poderiam ameaçar o futuro da parceria, a imprensa argentina confirma que o "Projeto Ciclone" (nome dado ao acordo firmado entre Ford e VW) está mantido - e progredindo.

A parceria - que não é uma fusão, como nos tempos da Autolatina - prevê um intercâmbio de experiências: enquanto a Ford compartilha seu conhecimento na produção de picapes e veículos comerciais, a VW entrega sua experiência em carros elétricos e tecnologias de condução autônomas.

Derivado da Ranger, Everest é vendido na Ásia e África do Sul - Divulgação
Derivado da Ranger, Everest é vendido na Ásia e África do Sul
Imagem: Divulgação

A Ranger atual já serviu de base para um utilitário esportivo. O Everest é vendido na Tailândia e na África do Sul e já foi cogitado para o mercado brasileiro, mas nunca chegou à América do Sul. Na visão da Ford, o projeto não seria rentável para a região, embora algumas concorrentes ofereçam SUVs baseados em picapes.

Já a VW chegou a desenvolver um SUV derivado da Amarok, que nunca foi lançado. A fabricante afirma que as normas de emissões de poluentes para mercados como a Europa são mais rígidas para SUVs (e automóveis de passeio em geral) do que picapes. Sendo assim, as motorizações não poderiam ser as mesmas.

Ainda de acordo com o "Argentina Autoblog", o projeto do SUV já teria até código interno: U704. A nova Ranger é conhecida como P703 e a Amarok tem o codinome J73.

SUVs poderiam vir para cá?

Volkswagen e Ford sabem do poder de rentabilidade dos SUVs e vão apostar fundo no segmento nos próximos anos. Ainda não sabemos quais serão os lançamentos das duas marcas, mas os dois carros teriam espaço no mercado brasileiro?

Depois de lançar o T-Cross em 2019, a VW prepara a estreia do Nivus para 2020 e possivelmente do Tarek (SUV médio que já é vendido na China e terá outro nome por aqui) em 2021.

Atualmente, o segmento de SUVs médios/grandes é preenchido pelo Tiguan Allspace, que tem porte médio, mas oferece espaço para até sete passageiros. Sendo assim, as chances de um SUV da Amarok ser vendido no mercado brasileiro são menores.

No caso da Ford, a marca tem uma linha mais enxuta de utilitários esportivos no Brasil, formada por EcoSport e Edge. A gama, porém, será reforçada neste ano com as chegadas do Territory e provavelmente do Escape. Enquanto o primeiro virá da China com motor 1.5 turbo e câmbio CVT para enfrentar o Jeep Compass, o segundo será importado dos Estados Unidos apenas na versão híbrida.

Diante disso, existe espaço para um modelo de sete lugares, e é aí onde o futuro SUV da Ranger poderia se encaixar. Sua venda no mercado brasileiro, inclusive, ajudaria a justificar um investimento mais significativo para produzi-lo na Argentina. Isso porque o Brasil é o principal mercado de exportações da indústria argentina na atualidade, e assim deve permanecer por muitos anos.

Diferentemente do que foi informado, a VW não lançou um SUV derivado da Amarok, apenas desenvolveu o projeto. A informação foi corrigida.

Notícias