PUBLICIDADE
Topo

Bolsonaro diz que passou por procedimento e pode ter câncer de pele

O presidente Jair Bolsonaro discursa em evento com militares hoje no Palácio do Planalto - EVARISTO SA/AFP
O presidente Jair Bolsonaro discursa em evento com militares hoje no Palácio do Planalto Imagem: EVARISTO SA/AFP

Da Reuters*

11/12/2019 18h49Atualizada em 11/12/2019 21h30

O presidente Jair Bolsonaro disse hoje que retirou um sinal com indícios de que pode ser câncer de pele, o que será ainda verificado.

Bolsonaro conversou com jornalistas ao chegar ao Palácio da Alvorada depois de passar pelo procedimento no Hospital da Força Aérea Brasileira, na tarde desta quarta. Ao ser questionado sobre o curativo que apresentava na orelha, confirmou que os médicos suspeitam que pode ser um câncer.

Tem um possível câncer de pele. Tenho pele clara, pesquei muito na minha vida, fiz muita atividade. Então, a possibilidade de câncer de pele existe. Por enquanto, o Mourão continua vice, pode ter certeza

Jair Bolsonaro, presidente

A declaração foi dada após presidente ter passado por uma avaliação médica na tarde de hoje no Hospital das Forças Armadas, em Brasília. "Tiraram [o sinal], me cutucaram, furaram. Eu dormi. Eu estava tão cansado que deitei na maca e dormi", afirmou o presidente.

Segundo a assessoria de imprensa do Planalto, o presidente apresenta boas condições de saúde, "sem qualquer indicativo de câncer de pele".

Bolsonaro disse ainda que deixou de viajar para Salvador, como estava programado para a tarde desta quarta, por recomendação do médico da Presidência.

"Foi uma questão de estafa. Eu sabia que não ia ser fácil. Eu peço que vocês colaborem, não comigo, mas com o Brasil", disse.

Viagens para Palmas e Rio estão mantidas

Amanhã, o presidente tem dois eventos previstos fora de Brasília. O primeiro, às 15h, em Palmas ao lado do governador Mauro Carlesse (DEM), no Palácio Araguaia. Em seguida, Bolsonaro é esperado no Rio, para uma cerimônia com cadetes no Instituto Militar de Engenharia.

Segundo a secretaria de imprensa da Presidência, a agenda de amanhã à tarde está mantida. Não está prevista a participação do presidente em nenhum evento na manhã desta quinta-feira, nem mesmo despachos internos, de acordo com a agenda oficial divulgada pelo Planalto.

Hoje pela manhã, Bolsonaro foi homenageado em cerimônia da CNI (Confederação Nacional da Indústria).

Quatros cirurgias após a facada

No dia 8 setembro, o presidente passou pela quarta cirurgia na região do abdômen em decorrência da facada que levou num atendado durante a campanha eleitoral no ano passado. A última operação visava corrigir uma hérnia incisional já esperada pelos médicos que atendem o presidente, em razão das sucessivas intervenções feitas na região da barriga para tratar os danos provocados pelo ataque.

*Com o UOL, em Brasília

Notícias