Topo

Wall Street tem ganhos com esperanças comerciais e dados econômicos positivos

22/11/2019 18h23

Por Sinéad Carew

NOVA YORK (Reuters) - Wall Street avançou nesta sexta-feira, à medida que Washington e Pequim fizeram comentários positivos sobre um acordo comercial provisório entre as duas maiores economias mundiais e dados econômicos positivos dos Estados Unidos diminuíram as preocupações dos investidores.

O índice industrial Dow Jones subiu 107,36 pontos, ou 0,39%, para 27.873,65, o S&P 500 ganhou 6,64 pontos, 0,21%, para 3.110,18 e o tecnológico Nasdaq teve alta de 13,67 pontos, ou 0,16%, para 8.519,89.

O presidente dos EUA, Donald Trump, disse à Fox News que um acordo comercial estava "potencialmente muito próximo" após o Presidente da China, Xi Jinping, dizer que Pequim queria elaborar um acordo inicial.

O S&P 500 e o Dow Jones mostraram seus maiores ganhos diários em uma semana sem brilho marcada pela incerteza, com informações sugerindo a postergação de uma trégua comercial para 2020, e os legisladores dos EUA aprovando dois projetos de apoio a manifestantes em Hong Kong, o que poderia complicar as negociações entre os dois países.

Nesta sexta-feira, estrategistas afirmaram que ajudou Trump ser vago sobre se assinaria ou vetaria os projetos.

Mark Luschini, estrategista-chefe de investimentos da Janney Montgomery Scott, na Filadélfia, atribuiu os ganhos de sexta a fortes dados de produção norte-americana, bem como à melhora do humor no comércio. Ele disse, no entanto, que os investidores estão cautelosos com o aparente progresso no comércio.

"O presidente Trump dizer que está perto é uma notícia que já ouvimos antes. O quão perto é perto? Perto, mas não completamente, ou fechado, mas eu poderia mudar de ideia?", disse. "É isso que está mantendo, no momento, o movimento no mercado um pouco mais tímido.”    A produção industrial acelerou em novembro para o mais rápido ritmo em sete meses e a atividade de serviços aumentou mais do que o esperado.     Ainda assim, o S&P quebrou sua série de valorizações de seis semanas, enquanto o índice tecnológico Nasdaq registrou sua primeira queda semanal em oito semanas e o Dow Jones apresentou uma perda semanal após quatro semanas de altas. Ganhos trimestrais de empresas norte-americanas extensivamente melhores do que o esperado contribuíram para os recentes ralis no mercado.

Notícias