Topo

Filme candidato ao Oscar abre Festival Italiano em SP

20/11/2019 01h34

SÃO PAULO, 19 NOV (ANSA) - A pré-estreia no Brasil do filme "O Traidor", de Marco Bellocchio, marcou nesta terça-feira (19) a abertura oficial do 14º Festival de Cinema Italiano de São Paulo.   


A produção sobre o mafioso Tommaso Buscetta (1928-2000), primeiro grande delator da Cosa Nostra, foi exibida para uma sala lotada no Auditório Ibirapuera, zona sul da capital paulista, em um evento que contou com uma das estrelas do elenco, a atriz Maria Fernanda Cândido.   


"Ter feito esse filme, para mim, foi realmente uma experiência maravilhosa. Quando eu soube que o Bellocchio tinha me escolhido, eu não acreditava, fiquei muito feliz", disse a estrela brasileira.   


Ex-chefe do clã Porta Nuova, Buscetta (Pierfrancesco Favino) teve sua vida intimamente ligada ao Brasil e fugiu ao país em duas ocasiões, quando tentava escapar da guerra deflagrada pelos Corleone pelo controle da Cosa Nostra.   


O mafioso acabou extraditado duas vezes e, na segunda delas, decidiu colaborar com a Justiça, convencido por sua esposa, a brasileira Maria Cristina de Almeida Guimarães, vivida por Cândido. Em suas delações, forneceu informações inéditas sobre o funcionamento da máfia siciliana.   


Em 1985, foi mandado para os Estados Unidos, onde viveria até sua morte, em 2000, sob proteção do FBI. O filme teve orçamento de 8 milhões de euros e é uma coprodução entre Itália, Brasil, Alemanha e França - parte da história se passa no Rio de Janeiro.   


Sua estreia mundial foi no Festival de Cinema de Cannes, em maio, e o longa foi indicado pela Itália ao Oscar de melhor filme estrangeiro. "Já fizemos vários filmes com a Itália, mas nada tão grande ou tão especial quanto esse do Bellocchio", afirmou Fabiano Gullane, da produtora brasileira Gullane.   


Festival - Organizado pela Câmara Ítalo-Brasileira de Comércio, Indústria e Agricultura de São Paulo (Italcam), o 14º Festival de Cinema Italiano é dividido em duas mostras.   


A maior delas reúne filmes contemporâneos e acontece de 21 a 27 de novembro. Já a segunda parte é uma retrospectiva que exibirá cinco longas de Bellocchio entre 28 e 30 deste mês, no Museu da Imagem e do Som (MIS).   


"Além de ser uma arte, o cinema é um movimento econômico e industrial importante. E é relevante que a Câmara de Comércio continue desenvolvendo essa atividade, que não é apenas o glamour da festa desta noite, mas o apoio à entrada do audiovisual italiano no Brasil e às coproduções ítalo-brasileiras", disse à ANSA o cônsul-geral da Itália em São Paulo, Filippo La Rosa. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Notícias