Topo

Inflação na Argentina sobe a 5,9% em setembro e acumula 37,7% desde janeiro

16/10/2019 17h48

Buenos Aires, 16 Out 2019 (AFP) - A inflação na Argentina subiu para 5,9% em setembro, sua cota mensal mais alta em 2019, e acumula 37,7% ao longo do ano, informou nesta quarta-feira (16) a estatal Instituto de Estatísticas.

O índice anual de inflação para setembro foi de 53,5%.

Os setores com maiores altas em setembro foram os de calçados e vestuário (9,5%) e de saúde (8,3%). Os alimentos tiveram alta de 5,7%.

Em agosto, o índice foi de 4%, com os preços impactados por uma desvalorização da moeda em 20%, após as eleições primárias em que o candidato do peronismo de centro-esquerda Alberto Fernández saiu como franco favorito às eleições presidenciais de 27 de outubro, com 16 pontos à frente do atual presidente Mauricio Macri, candidato à reeleição.

Em 2018, a Argentina encerrou o ano com uma inflação de 47,6%.

Segundo com o Fundo Monetário Internacional, Argentina figura como uma das poucas exceções no grupo de países emergentes e em desenvolvimento para os quais se espera um índice de preços de 4,7% em 2019.

nn/ls/gm/cc/mvv

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Notícias