Topo

Britânico é acusado de assassinar e esquartejar jovem de 22 anos por ciúmes

Jason Farrell tinha um relacionamento com Sammy-Lee Lodwig (foto), que foi assassinada em abril de 2019 - Reprodução
Jason Farrell tinha um relacionamento com Sammy-Lee Lodwig (foto), que foi assassinada em abril de 2019 Imagem: Reprodução
do UOL

Do UOL, em São Paulo

16/10/2019 18h31

Um britânico de 49 anos, identificado como Jason Farrell, é acusado de assassinar e esquartejar Sammy-Lee Lodwig, de 22 anos, com quem vinha se relacionando, por ciúmes. O caso aconteceu em abril na cidade galesa de Swansea.

Segundo o jornal Daily Star, Farrell namorava a mãe de Sammy-Lee, mas pouco antes da morte da jovem, expressou as intenções de agredir e matar não só mãe e filha, mas também um outro homem. "Ele tinha, em resumo, ciúmes", afirmou o promotor Michael Jones.

Jones leu uma carta "arrepiante" que ele alega que Farrell escreveu após a prisão, descrevendo a morte de Sammy-Lee. "Nós fomos a meu flat e começamos a discutir", dizia o texto. "Em seguida, eu a amarrei e disse que já tinha ouvido o suficiente e iria matá-la. Eu esfaqueei repetidamente seu rosto e sua garganta", acrescenta.

No dia seguinte, o acusado - que encara seu julgamento atualmente - teria ligado a uma amiga para avisar que matou a namorada. "Ela não calava a boca. Eu a fatiei", disse, descrevendo a morte da jovem como "lenta".

Farrell começou um relacionamento com a vítima depois que ela passou a visitar seu apartamento para conseguir drogas. Após a morte, um amigo de um vizinho foi ao local e encontrou o corpo de Sammy-Lee sobre uma cama, com uma faca próxima.

Após a comunicação aos serviços de emergência, Farrell fugiu da cena do crime. A jovem teria morrido entre 20 e 30 minutos após a chegada do socorro. Exames posteriores apontaram que ela foi agredida enquanto estava amarrada.

Às autoridades, Farrell afirmou que a garota "não merecia morrer daquela maneira". Segundo a promotoria, a carta assinada por ele confessa o assassinato. "Ele inclusive utilizou a palavra 'assassinada'", afirmou Michael Jones.

Ouça o podcast Ficha Criminal (https://noticias.uol.com.br/podcast/ficha-criminal/), com as histórias dos criminosos que marcaram época no Brasil.

Este e outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts e outras plataformas de áudio.

Notícias