Topo

Rivlin iniciará consultas no domingo para formação de governo em Israel

19/09/2019 12h17

Jerusalém, 19 set (EFE).- O presidente de Israel, Reuven Rivlin, começará no próximo domingo as consultas com os partidos para escolher o candidato que será responsável pela formação do governo.

Com 98% dos votos apurados, Benny Gantz, líder da coalizão centrista Azul e Branco, desponta como o vencedor das eleições em Israel, com 33 cadeiras, e superando o partido direitista Likud, de Benjamin Netanyahu, com 31, por uma diferença de 35 mil votos, com cerca de 55 mil ainda a serem contabilizados.

Com base nos apoios obtidos pelo resto dos partidos, nenhuma das duas forças mais votadas poderá as coalizões mencionadas antes das eleições.

Nenhum dos grandes blocos parlamentares (direita, extrema-direita e religiosos e centristas e esquerdistas) conseguiram a maioria dos assentos.

A alternativa seria um governo de unidade que inclua Likud e o Azul e Branco, embora não esteja claro quem lideraria tal coalizão e se Gantz aceitaria ou não a presença de Netanyahu no governo.

Para a escolha do candidato que vai liderar as negociações, Rivlin receberá em sua residência os representantes dos partidos que superaram o limiar de 3,25% dos votos necessários para entrar na Knesset (Parlamento israelense) e cada um recomendará um membro eleito da câmara como primeiro-ministro.

Após as consultas com todas as formações, o presidente israelense - membro do Likud - confiará a formação do novo governo ao candidato com mais opções de fazê-lo, pelo qual terá um mandato de 28 dias, que poderá ser ampliado para outras duas semanas.

Como aconteceu após as eleições anteriores, as reuniões serão transmitidas ao vivo a partir da residência oficial do presidente através de diferentes plataformas, para "promover a transparência com os cidadãos de Israel". EFE

Mais Notícias