Topo

UE lembra governo venezuelano que diálogo deve ser 'representativo'

17/09/2019 08h10

Bruxelas, 17 Set 2019 (AFP) - A União Europeia (UE) lembrou, nesta terça-feira, o governo venezuelano que um diálogo nacional é "a única via" para sair da crise, mas ressaltou que as negociações devem ter a representação dos principais atores políticos.

"A UE continua acreditando que uma solução política negociada é a única maneira pacífica e duradoura de sair da crise na Venezuela", estimou um porta-voz.

Contudo, Bruxelas ressaltou que, para "ter sucesso e gerar a confiança necessária, é importante que qualquer processo de negociação seja representativo, conte com o apoio da Assembleia Nacional e tenha o objetivo de organizar eleições presidenciais credíveis".

O governo venezuelano de Nicolás Maduro anunciou na segunda-feira o início de um diálogo e um primeiro acordo com um setor minoritário da oposição, que não inclui o seu adversário Juan Guaidó, que deu por esgotadas as discussões mediadas pela Noruega.

Este acordo inclui quatro movimentos com pouca representação no Congresso, mas com vínculos com o chavismo.

Guaidó, reconhecido por cerca de 50 países como presidente encarregado após ter se autoproclamado em janeiro, preside o Congresso.

"A UE reitera seu apoio a um processo sério e inclusivo como o apadrinhado pela Noruega e avaliará as medidas a seu alcance para restabelecer a democracia, o estado de direito e os direitos humanos na Venezuela", acrescentou o porta-voz.

bur-bl/es/mr

Mais Notícias