Topo

Governo Maduro diz ter coletado milhões de assinaturas contra Trump

15/09/2019 21h08

O governo de Nicolás Maduro disse ter coletado mais de 12 milhões de assinaturas em apoio a uma iniciativa que apresentará na ONU contra as sanções impostas pelos Estados Unidos à Venezuela, ao encerrar neste fim de semana a campanha de captação de assinaturas.

"Levaremos (...) uma carta dirigida ao secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, para que cesse a agressão do governo de Donald Trump contra o povo da Venezuela. Mais de 12 milhões de assinaturas", declarou neste domingo (15) a vice-presidente, Delcy Rodríguez, ao comparecer a um ponto de coleta na Praça Bolívar, em Caracas.

Na quinta-feira passada, Maduro tinha assegurado que a iniciativa 'No More Trump' (Chega de Trump) alcançava a marca de 12 milhões em um país de 30 milhões de habitantes.

A coleta começou em agosto.

O presidente socialista negou dois dias antes que o governo obrigue os cidadãos a assinar em troca de comida subsidiada destruída em programas sociais, como denunciou o Departamento de Estado americano.

"Quem assinou foi porque teve a soberana vontade de assinar", expressou.

Rodríguez afirmou que as assinaturas serão auditadas antes de o documento ser apresentado na Assembleia Geral da ONU, que vai inaugurar na próxima terça-feira, em Nova York, sua 74° sessão. Maduro não comparecerá.

O governo chavista denuncia as sanções como um "bloqueio criminoso" que complica a importação de alimentos e medicamentos. As medidas proíbem cidadãos e empresas americanos de fazer negócios com a Venezuela e a PDVSA.

Mais Notícias