Topo

Modec conclui emissão de US$1,1 bi para financiar plataforma do pré-sal

22/08/2019 13h08

SÃO PAULO (Reuters) - A Modec do Brasil concluiu a emissão de bônus de 1,1 bilhão de dólares para financiar uma de suas embarcações no país, o FPSO Cidade de Mangaratiba, em operação desde 2014 na área de Iracema Sul, no pré-sal de Lula.

"Trata-se da primeira emissão pública para financiamento de um FPSO (da sigla em inglês Floating Production Storage and Offloading), além de ser a primeira para o offshore brasileiro nos últimos cinco anos e a maior oferta do gênero para um projeto de infraestrutura na América Latina desde 2017", destacou a companhia.

A unidade FPSO está afretada para o consórcio BMS-11, formado por Petrobras (65%), Shell (25%) e Petrogal (10%) e é responsável por cerca de 4% de toda a produção diária de hidrocarbonetos do país, segundo a empresa.

De acordo com a subsidiária da japonesa Modec <6269.T>, a emissão diversifica as fontes de financiamento da empresa para projetos offshore no país, especialmente para FPSOs.

A expectativa do mercado é que o Brasil demande de 20 a 30 novas embarcações deste tipo nos próximos cinco anos, o que exigiria investimentos da ordem de dezenas de bilhões de dólares, com o avanço da produção do pré-sal.

A Modec tem outros contratos com a Petrobras, incluindo nas áreas de Libra e Búzios.

A emissão, coordenada pelo Citigroup, que teve também participação dos bancos Mizuho, Morgan Stanley e SMBC, superou em mais de duas vezes o valor planejado, considerando a demanda registrada.

(Por Roberto Samora)

Mais Notícias