Topo

Harry e Meghan saem da Royal Foundation para criar a própria entidade

2019-06-20T13:37:00

20/06/2019 13h37

Londres, 20 jun (EFE).- A Royal Foundation divulgou um comunicado nesta quinta-feira informando que o príncipe Harry e a esposa, Meghan Markle, deixaram a instituição beneficente da qual faziam parte desde o ano passado e criarão a própria entidade filantrópica.

A organização criada em 2009 ficará com o príncipe Willian e a mulher, Kate Middleton, e passará a se chamar Royal Foundation of the Duke and Duchess of Cambridge (Fundação Real do duque e da duquesa de Cambridge) para refletir as mudanças, de acordo com a nota.

"Estas mudanças são pensados para refletir da melhor maneira o trabalho e as responsabilidades de Vossas Altezas Reais à medida que se preparam para os seus futuros papéis e para ajustar melhor suas respectivas atividades de caridade", disse a Royal Foundation, que dará apoio inicial à nova entidade.

Fontes do Palácio de Kensington negaram à imprensa britânica que a ideia se deva a um distanciamento entre os dois casais e afirmaram que a decisão faz parte da separação dos seus "diferentes papéis".

Nos últimos meses, a imprensa especulou supostas desavenças primeiro entre Kate e Meghan e depois entre o príncipe Willian, segundo na linha sucessória, e o irmão, Harry, que é o sexto.

A expectativa é que a nova entidade seja lançada até o fim do ano.

Kate entrou para a Royal Foundation depois do casamento, em 2011. Já a ex-atriz americana passou a fazer parte do grupo em maio de 2018.

A Royal Foundation informou que os dois casais, que também separaram as residências e as equipes de comunicação, trabalharão juntos em algumas iniciativas no futuro, como o programa sobre saúde mental "Heads Together". EFE

Mais Notícias