Topo

Principais pontos da 'nova associação' entre Brasil e EUA

2019-03-19T21:35:00

19/03/2019 21h35

Washington, 20 Mar 2019 (AFP) - Os presidentes Jair Bolsonaro e Donald Trump se comprometeram nesta terça-feira a construir uma "nova associação" entre Brasil e Estados Unidos.

Principais pontos da declaração conjunta publicada pela Casa Branca:

- Venezuela -O presidente Trump e o presidente Bolsonaro reiteraram que os Estados Unidos e o Brasil apoiam o presidente encarregado da Venezuela, Juan Guaidó, ao lado da Assembleia Nacional democraticamente eleita e o povo venezuelano no seu trabalho de restauração pacífica da ordem constitucional na Venezuela.

- Segurança -Os dois presidentes concordaram em aprofundar a sua parceria no combate ao terrorismo, ao tráfico de armas e drogas, aos crimes cibernéticos e à lavagem de dinheiro por meio do Fórum Permanente de Segurança Brasil-EUA, e saudaram a assinatura de dois instrumentos para melhorar a segurança de fronteira.

- Vistos -Bolsonaro anunciou a intenção de isentar cidadãos dos EUA de vistos de turista, e os presidentes concordaram em dar os passos necessários para permitir a participação do Brasil no Programa de Viajantes Confiáveis "Global Entry" do Departamento de Segurança Interior.

- OTAN -Trump anunciou a intenção dos Estados Unidos de designar o Brasil como um Aliado Prioritário Extra-OTAN, e "talvez um aliado na OTAN", como membro da Aliança Atlântica.

- Satélites e base espacial -Bolsonaro e Trump saudaram a assinatura de um Acordo de Salvaguardas Tecnológicas, que permitirá que empresas norte-americanas conduzam lançamentos espaciais comerciais a partir do Brasil, assim como a assinatura de um acordo entre a Administração de Aeronáutica e Espaço (NASA) e a Agência Especial Brasileira para o lançamento um satélite desenvolvido conjuntamente no futuro próximo.

- Comércio e investimentos -Os dois líderes concordaram em construir uma Parceria para Prosperidade com o objetivo de aumentar empregos e reduzir barreiras ao comércio e aos investimentos.

- Trigo, porco e carne -Bolsonaro anunciou que o Brasil implementará uma quota tarifária, permitindo uma importação anual de 750 mil toneladas de trigo norte-americano com tarifa zero. Além disso, os Estados Unidos e o Brasil acordaram condições baseadas na ciência para permitir a importação de carne de porco dos Estados Unidos. Com o objetivo de permitir a retomada das exportações de carne bovina do Brasil, os Estados Unidos concordaram a agendar rapidamente uma visita técnica do Serviço de Inspeção e Segurança Alimentar do Departamento de Agricultura para inspecionar o sistema de inspeção de carne "in natura".

- Biodiversidade -Os dois líderes saudaram a criação de um Fundo de Investimento de US$ 100 milhões com impacto na preservação da biodiversidade para servir de catalisador do investimento sustentável na região amazônica.

- OCDE -O presidente Trump manifestou seu apoio para que o Brasil inicie o processo de acessão com vistas a tornar-se membro pleno da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

Twitter

Mais Notícias