Topo

Bashir dissolve governo e declara estado de emergência no Sudão

2019-02-22T19:23:00

22/02/2019 19h23

Cartum, 22 fev (EFE).- O presidente do Sudão, Omar al Bashir, anunciou nesta sexta-feira que dissolveu o governo e declarou estado de emergência durante um ano em todo o país, após mais de dois meses de protestos que pediam a sua renúncia ao cargo que ele ocupa desde 1989.

"Anuncio a imposição do estado de emergência em todo o país durante um ano e a dissolução do Governo do Consenso Nacional e a dissolução dos governos dos estados", informou o líder sudanês em discurso à nação no palácio presidencial, na capital Cartum.

"Peço ao Parlamento que adie a revisão das emendas constitucionais propostas para abrir as portas a enriquecer a vida política, o diálogo e as iniciativas nacionais", acrescentou Bashir no discurso, que durou 20 minutos.

No último dia 16, o Parlamento sudanês adiou a reunião do comitê para as emendas constitucionais, que estudaria introduzir mudanças na Carta Magna que permitiriam a Bashir voltar a concorrer às eleições, previstas para abril de 2020.

Segundo a Constituição, Bashir não poderia participar do próximo pleito porque se vencesse conseguiria seu terceiro mandato seguido. EFE

Mais Notícias