PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Conteúdo publicado há
1 mês

Dezenas de moradores de Gaza feridos são evacuados para o Egito para tratamento

16.mai.2021 - Palestinos carregam sobrevivente de ataque a edifício em Gaza - Mohammed Abed/AFP
16.mai.2021 - Palestinos carregam sobrevivente de ataque a edifício em Gaza Imagem: Mohammed Abed/AFP

Em Cairo (Egito)

16/05/2021 13h02

Dezenas de moradores de Gaza feridos foram evacuados para o vizinho Egito neste domingo (16) para atendimento médico, enquanto Israel intensificava seus bombardeios mortais contra o enclave palestino, de acordo com fontes médicas e autoridades contatadas na passagem de fronteira de Rafah.

Três comboios, transportando um total de 263 palestinos - feridos nos recentes bombardeios do exército israelense, assim como estudantes e pacientes graves - cruzaram a passagem de Rafah para chegar à região do Sinai do Norte.

O Crescente Vermelho Egípcio relatou em sua página no Facebook que equipes de emergência foram mobilizadas na parte oeste de Rafah para ajudar no transporte dos feridos para hospitais.

A travessia de Rafah é a única conexão terrestre da Faixa de Gaza com o mundo que não é controlada por Israel. Quinze anos atrás, o Estado judeu impôs um bloqueio ao enclave controlado pelo movimento islâmico Hamas, onde cerca de dois milhões de pessoas estão confinadas.

A passagem aberta em fevereiro por autoridades egípcias costumava ser fechada durante feriados, em particular o Eid al-Fitr (fim do mês de jejum do Ramadã), uma celebração muçulmana que acontece no Egito de quarta a domingo.

Pelo menos 40 palestinos foram mortos no domingo em ataques israelenses na Faixa de Gaza, informaram as autoridades locais, elevando o número de mortos no enclave para 188 desde segunda-feira.

Este novo conflito começou em resposta a uma enxurrada de foguetes disparados pelo Hamas contra Israel, em "solidariedade" aos manifestantes e às centenas de palestinos feridos em confrontos com a polícia israelense em Jerusalém Oriental.

A violência começou quando famílias palestinas passaram a ser ameaçadas de expulsão de suas casas em favor dos colonos israelenses nesta região - palestina - da cidade, ocupada por Israel há mais de meio século.

Notícias