PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Ibovespa avança com exterior e Gerdau entre maiores altas após balanço; Bradesco recua

05/05/2021 11h21

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - O Ibovespa avançava nesta quarta-feira, tendo o noticiário corporativo sob os holofotes, com Gerdau entre as maiores altas após forte resultado no primeiro trimestre, enquanto Bradesco recuava mesmo após alta de mais de 70% no lucro recorrente.

Às 11:09, o Ibovespa subia 1,04 %, a 118.941,44 pontos. O volume financeiro somava 7,3 bilhões de reais.

Wall Street corroborava o desempenho positivo do pregão brasileiro, com modesta recuperação de ações de tecnologia, além de dados mostrando crescimento sólido nos empregos no setor privado dos Estados Unidos em abril.

No Brasil, a equipe da Ágora Investimentos acrescentou que investidores seguem de olho no cenário político, notadamente as discussões iniciais sobre a reforma tributária, com a quarta-feira também reservando decisão de política monetária.

Após o fechamento do mercado, o Banco Central deve anunciar outro aumento de 0,75 ponto percentual na taxa Selic, para 3,50% ao ano, de acordo com previsão unânime de uma pesquisa da Reuters com economistas.

"Para a decisão, o espaço para surpresas é limitado, mas o mercado aguarda o comunicado que acompanha a decisão, em busca de pistas em relação à condução da política monetária ao longo do ano", afirmou a Ágora Investimentos em nota a clientes.

DESTAQUES

- GERDAU PN avançava 4,99%, após o lucro da siderúrgica disparar no primeiro trimestre para 2,5 bilhões de reais, beneficiado pela recuperação econômica da pandemia, alta no preço do aço e câmbio. No setor, USIMINAS PNA e CSN ON também figuravam entre os destaques de alta do Ibovespa. VALE ON subia 1,81%.

- ASSAÍ ON valorizava-se 3,39%, também tendo de pano de fundo balanço do primeiro trimestre, quando mais do que dobrou o lucro líquido, com crescimento de receitas e margem bruta. Em teleconferência, executivos da rede de atacarejo afirmaram esperar resultado mais forte neste segundo trimestre do que nos primeiros meses do ano.

- CIELO ON tinha alta de 2,94%, em meio a expectativas de que o WhatsApp lance pagamentos com lojistas neste ano, após o aplicativo do Facebook relançar na véspera seus serviços de transferência de dinheiro entre indivíduos.

- BRADESCO PN recuava 1,43%, mesmo após divulgar na terça-feira alta de 73,6% no lucro recorrente do primeiro trimestre, a 6,5 bilhões de reais, com menores provisões e inadimplência. ITAÚ UNIBANCO PN subia 0,26%, recuperando-se de perdas fortes na véspera, quando reagiu mal a seu balanço. BANCO DO BRASIL ON caía 1,87%.

- TAESA UNIT caía 3%, tendo no radar resultado trimestral após o fechamento do mercado. O índice do setor elétrico tinha o pior desempenho entre os índices setoriais, em baixa de 0,54%.

- PETROBRAS PN avançava 3,54%, endossando a alta do Ibovespa, beneficiada pelo aumento dos preços do petróleo no mercado externo. O conselho de administração da companhia também negou pedido de convocação de assembleia geral extraordinária para uma "reconstituição" do colegiado, tendo em vista renúncia do conselheiro eleito Marcelo Gasparino.

Notícias