PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

UE congela acordo de investimentos com a China

UE congela acordo de investimentos com a China - Reprodução
UE congela acordo de investimentos com a China Imagem: Reprodução

04/05/2021 16h41

A Comissão Europeia suspendeu nesta terça-feira (4) seus esforços para ratificar na União Europeia (UE) o acordo sobre investimentos assinado com a China em dezembro passado, em decorrência da atual conjuntura política inadequada.

A informação foi confirmada pelo vice-presidente da Comissão Europeia, Valdis Dombrovskis, em entrevista à AFP.

"No momento, suspendemos os esforços da Comissão para aumentar a consciência política, porque é claro que na situação atual, com as sanções da UE contra a China e contra as sanções chinesas, inclusive contra membros do Parlamento Europeu, o ambiente não é propício à ratificação do acordo", disse.

A decisão foi tomada em decorrência das sanções impostas pela UE aos funcionários chineses pelo tratamento dado à minoria muçulmana uigur.

Para o ministro das Relações Exteriores da Itália, Luigi Di Maio, "o acordo comercial é um acordo entre a UE e a China e é óbvio que deve ser coordenado pela Comissão", mas a Itália trabalha em sinergia com Bruxelas sobre o calendário da ratificação".

"A China foi um tema central da [reunião] ministerial com particular atenção à questão dos direitos humanos, mas também com foco em manter abertos os canais de diálogo sobre questões como o clima, a sustentabilidade ambiental, que necessariamente vê a China como um ator fundamental".

Nesta quarta-feira (5), como anunciado na semana passada, a comissária de Concorrência da União Europeia, Margrethe Vestager, apresentará uma proposta contra "aquisições hostis" por empresas de grupos estrangeiros apoiados por um Estado que aproveitam as dificuldades econômicas para comprar empresas europeias. A legislação visa particularmente Pequim.

Notícias