PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Juiz pede para investigar três ministros por explosão no porto de Beirute

                                 A explosão aconteceu na quarta-feira, 4 de agosto, em Beirute, capital do Líbano                              -                                 AFP
A explosão aconteceu na quarta-feira, 4 de agosto, em Beirute, capital do Líbano Imagem: AFP

Da agência AFP, em Beirute (Líbano)

24/11/2020 22h29

O juiz que instrui a investigação sobre a terrível explosão de 4 de agosto no porto de Beirute pediu ao Parlamento para investigar três ministros por sua possível responsabilidade na catástrofe, anunciou hoje uma fonte judicial.

O juiz Fadi Sawan pediu em carta ao Parlamento —onde há um órgão habilitado para julgar os membros do governo— a abertura de uma investigação sobre o ministro de Infraestruturas e Transportes, Michel Najjar, assim como os de Finanças, Ghazi Wazni, e da Justiça, Marie-Claude Najm, segundo a mesma fonte.

Também pede que se investigue o papel de outras pessoas que ocuparam as mesmas funções ministeriais nos três governos precedentes.

As investigações feitas pelo juiz deram espaço a "algumas suspeitas sobre a responsabilidade destes ministros e suas falhas na gestão da presença no porto do nitrato de amônio", cuja explosão deixou mais de 200 mortos e milhares de civis, além de ter destruído boa parte da capital, acrescentou a fonte.

Os altos funcionários libaneses se negam à possibilidade de uma investigação internacional sobre este assunto, apesar dos apelos tanto dentro quanto fora do Líbano para que as investigações ocorram de forma independente.

O governo se demitiu após a tragédia, mas continua despachando os assuntos correntes, pois ainda não foi possível formar um novo governo.

Por enquanto foram detidas 25 pessoas no âmbito da investigação em curso.

Notícias