PUBLICIDADE
Topo

Notícias

José Mujica renuncia ao cargo de senador do Uruguai e deixa a vida pública

20/10/2020 15h43

Montevidéu, 20 out (EFE).- O presidente do Uruguai entre 2010 e 2015, José Mujica, apresentou nesta terça-feira a renúncia ao cargo de senador e também anunciou que deixa a vida pública, decisões semelhantes às tomadas hoje também pelo antigo chefe de governo Julio María Sanguinetti.

"Há um tempo na vida para chegar e um tempo para ir embora", disse o veterano político, de 85 anos, durante sessão extraordinária do Senado uruguaio.

Mujica já havia afirmado recentemente que deixaria a vida pública e hoje confirmou que a decisão está relacionada com a pandemia da Covid-19, a doença provocada pelo novo coronavírus.

"Estou sendo tirado pela pandemia. Ser um senador significa falar com as pessoas e ir a todos os lugares. O jogo não é jogado nos escritórios, e sou ameaçado por todos os lados, por duas razões: velhice e doença imunológica crônica", disse o ex-presidente.

O agora ex-senador será substituído por Alejandro Sánchez, também do partido Frente Ampla.

Antigo integrante da guerrilha uruguaia, Mujica foi eleito para o cargo nas eleições de outubro do ano passado, voltando ao Senado, onde teve mandatos entre 2000 e 2005, e 2010 e 2015.

Também renunciou ao cargo, Sanguinetti, que foi presidente do Uruguai entre 1985 e 1990 e depois entre 1995 e 2000. Aos 84 anos, o político também relacionou a decisão à pandemia da Covid-19. EFE

scr-cmm/bg

(foto) (vídeo)

Notícias