PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Mais de 1 milhão de galinhas morrem de calor em cidade de SP

Forte calor mata galinhas em Bastos (SP) - Arquivo pessoal/Sérgio Kakimoto
Forte calor mata galinhas em Bastos (SP) Imagem: Arquivo pessoal/Sérgio Kakimoto
do UOL

Colaboração para o UOL

18/10/2020 15h45

Bastos, em São Paulo, tem a maior produção de ovos do Brasil. Mas a região sofreu por causa do forte calor em outubro. As altas temperaturas causaram a morte de mais de 1 milhão de galinhas recentemente.

O ideal é que as granjas fiquem com temperatura entre 20°C e 25°C. Mas Bastos chegou a registrar 41,4°C durante este mês. Isso faz com que as galinhas tenham um desequilíbrio metabólico e entrem em colapso.

Os donos de granja apostam em diferentes táticas para refrescar as galinhas, como telas, ventiladores e banhos de água com produtos a base de eucalipto. Mesmo assim o número de mortes foi acima de média, atingindo mais de 1 milhão de animais.

O presidente da ABPA (Associação Brasileira de Proteína Animal), Ricardo Santin, disse que a solução para evitar mais mortes de galinhas é investir em tecnologia.

"Temos que lembrar que essa foi uma onda de calor fora dos padrões normais, e nós precisamos estar preparados através de novas tecnologias que estão à disposição dos produtores para atualizar as suas granjas", afirmou Ricardo em entrevista à Rede Globo.

Um sistema de climatização para uma granja com 100 mil aves custa, em média, R$ 200 mil.

Notícias