PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Rússia supera marca de 900 mil casos do novo coronavírus

12/08/2020 13h20

Moscou, 12 ago (EFE).- A Rússia registrou 5.102 novas infecções e 129 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas, elevando o saldo total de casos confirmados para 902.701 e o de óbitos para 15.260.

Conforme relatado nesta quarta-feira pelas autoridades de saúde do país, os novos casos foram detectados em 84 das 85 regiões da Rússia.

Ao mesmo tempo, em Moscou, epicentro da doença no país, foi registrado o maior número de novas infecções, 689.

O presidente de Putin anunciou ontem que a Rússia tornou-se o primeiro país do mundo a registrar sua vacina contra a Covid-19, que recebeu o nome de Sputnik V, em homenagem ao primeiro satélite artificial da Terra.

O chefe do Kremlin disse que uma de suas filhas já havia tomado a nova vacina, que ele descreveu como "eficaz" e capaz de criar "imunidade estável".

As autoridades esperam iniciar a vacinação dos representantes dos grupos de risco - principalmente os profissionais de saúde - no final de agosto ou início de setembro, enquanto o restante dos cidadãos poderá ter acesso à vacina a partir de 1º de janeiro de 2021.

O ministro da Saúde russo, Mikhail Murashko, rejeitou hoje as críticas à vacina russa vindas do exterior, chamando-as de "infundadas".

"Nossos colegas estrangeiros, percebendo as vantagens competitivas do medicamento russo, tentam expressar certas opiniões (críticas), que em nossa opinião são absolutamente infundadas", disse Murashko, citado pela agência "Interfax".

A Rússia atualmente ocupa o quarto lugar no mundo em número de infecções confirmadas pelo novo coronavírus, atrás dos Estados Unidos, Brasil e Índia.

Notícias