PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Coronavírus: Congresso e STF decretam luto por 100 mil mortes no Brasil

do UOL

Do UOL, em São Paulo

08/08/2020 15h10Atualizada em 08/08/2020 17h43

O Congresso e o STF (Supremo Tribunal Federal) decretaram luto oficial em solidariedade "a todos os brasileiros afetados pela pandemia e às vítimas desta tragédia". Hoje, o Brasil atingiu a marca de 100 mil mortos pelo novo coronavírus.

O STF decretou luto por três dias. O Congresso, por quatro.

Com o luto oficial, as sessões na Câmara e no Senado só serão retomadas na quarta-feira (12), mesmo dia em que o STF irá retomar sessões, já que na terça (11) é feriado para os órgãos de Justiça.

Dia triste

"Hoje é um dos dias mais tristes da nossa história recente. O Brasil registra 100 mil vidas perdidas para a covid-19. O Congresso Nacional decreta luto oficial de 4 dias em solidariedade a todos os brasileiros afetados pela pandemia e às vítimas desta tragédia", escreveu o presidente do Congresso, senador Davi Alcolumbre (DEM-AP).

Em março, Alcolumbre foi diagnosticado pela covid-19 e permaneceu duas semanas em quarentena domiciliar. Ele retomou as atividades depois disso. O Senado, porém, realiza sessões remotas para evitar o risco de disseminação da doença no Congresso Nacional. A retomada dos trabalhos presenciais, inicialmente prevista para agosto, é incerta. Quando o País atingiu 10 mil mortes, o Congresso decretou três dias de luto.

Nação enlutada

O presidente do STF, ministro Dias Toffoli disse que "o Brasil chora pelas 100 mil mortes em razão da Covid-19".

"Somos uma nação enlutada, que sofre pela perda de familiares, amigos e pessoas do nosso convívio social. Jamais vivemos uma tragédia dessa dimensão em nosso país. São 100 mil pessoas que tinham um nome, uma profissão, projetos e sonhos. 100 mil vidas que certamente deixaram sua marca no mundo e na vida de outras pessoas. São filhas e filhos que não mais estarão com seus pais no dia especial de amanhã. São pais que não terão o que festejar neste domingo."

Toffoli também pediu que esse "'sentimento do mundo' continue nos mobilizando a apoiar uns aos outros como irmãos e a lutar por dias melhores". "Que a esperança, o espírito de fé e a Ciência sejam nossos guias para que possamos encontrar meios de superação."

Até a publicação deste texto, o presidente Jair Bolsonaro não havia se manifestado.

O Brasil já registrou 100.240 mortes causadas em consequência do covid-19. Desde as 20h de ontem (7) foram mais 538 óbitos, informou o consórcio de imprensa formado por Estadão, G1, O Globo, Extra, Folha e UOL. Desde as 20h de ontem também foram diagnosticados 21.732 novos casos. O total de pessoas que têm ou já tiveram a doença no País chega a 2.988.796.

* Com Estadão Conteúdo

Notícias