PUBLICIDADE
Topo

Canil clandestino com 66 cães Shih tzu é fechado em São José do Rio Preto

Canil clandestino tinha mais de 60 cães - Divulgação/Secretaria de Saúde
Canil clandestino tinha mais de 60 cães Imagem: Divulgação/Secretaria de Saúde
do UOL

Marcelo Casagrande

Colaboração para o UOL, em Araçatuba/SP

19/02/2020 13h58

Um canil clandestino com 66 cachorros em situação de maus-tratos foi fechado hoje, em São José do Rio Preto (a 441 km de São Paulo). Segundo informações da Secretaria de Saúde, os animais da raça Shih tzu viviam soltos em uma casa na zona leste da cidade.

De acordo com a Polícia Ambiental, o mau cheiro, as péssimas condições de higiene e o barulho - de choro e latido - incomodavam os vizinhos que moram perto do canil. A administração do condomínio já havia tentado entrar no local, mas a dona do imóvel não permitiu a verificação. O caso foi parar na Justiça.

Hoje, com uma Ordem Judicial em mãos, um oficial de Justiça foi até a casa para resgatar os animais, informou a secretaria. Foi preciso acionar policiais militares e ambientais, além de agentes do departamento de Bem-Estar Animal da prefeitura e protetores da causa animal.

Dos 66 animais que estavam no canil clandestino, seis são filhotes. Alguns deles ficavam em camas improvisadas dentro de gavetas de armários. Os cachorros estavam por todos os cômodos do imóvel, inclusive na cozinha. Os cães seriam criados para a comercialização.

Quando foram resgatados, os cachorros estavam bastante sujos, em meio à urina e fezes. Não existia comida e nem água para todos. Muitos deles estavam assustados, reflexos das condições precárias a que eram submetidos.

Os animais ainda vão passar por avaliação de médicos veterinários, mas muitos deles estão com problemas de saúde provocados pela falta de higiene e cuidados.

Parte dos animais tem problemas de pele e quedas graves de pelo; outros estão com problemas nos olhos e podem perder a visão. Segundo a Polícia Ambiental, os animais também estavam cheios de ectoparasitas como pulgas e carrapatos.

Multa e crime ambiental

A dona do imóvel que é responsável pela criação clandestina não estava no local no momento do resgate. Ela será multada em R$ 198 mil por maus-tratos a animais domésticos e responderá em liberdade pelo crime ambiental previsto no artigo 32, da Lei 9605/98.

Os animais foram levados para o canil do Centro de Controle de Zoonoses de São José do Rio Preto. Eles ficarão no local até que estejam em boas condições de saúde. Após a recuperação serão disponibilizados para adoção.

Notícias