PUBLICIDADE
Topo

Bivar é acionista de seguradora do DPVAT, mas não controla a empresa Líder

Luciano Bivar, presidente do PSL - Pedro Ladeira/Folhapress
Luciano Bivar, presidente do PSL Imagem: Pedro Ladeira/Folhapress
do UOL

Lucas Borges Teixeira

Colaboração para o UOL, em São Paulo

04/02/2020 04h02Atualizada em 04/02/2020 11h05

Uma corrente que circula pelas redes sociais desde o fim de dezembro denuncia que Luciano Bivar, presidente do PSL (Partido Social Liberal) e Guiomar Mendes, esposa do ministro Gilmar Mendes, do STF (Supremo Tribunal Federal), presidem a principal seguradora do DPVAT (Danos Pessoais por Veículos Automotores Terrestres).

A Rede e o PSOL entraram no STF contra o fim do seguro obrigatório. Esse seguro é feito pela máfia dos seguros através da Seguradora Líder.
Aí o Bolsonaro baixa a cobrança para R$ 5,00. Reação da Marina e Randolfe: apelam de novo e Toffoli cassa o decreto do presidente. Todo mundo reclama, acha que o Toffoli recebeu uma bolada, mas faltava saber:

Quem é o dono da Seguradora Líder? Luciano Bivar, do PSL (inimigo de Bolsonaro) é o presidente. E a vice-presidente da seguradora é Guiomar Mendes, esposa de Gilmar Mendes. Entendeu ou ainda precisa desenhar?

Bivar participa de seguradora, mas não é dono da Líder

A corrente é falsa. O presidente do PSL tem uma ligação com um consórcio que faz parte da seguradora Líder, mas nem ele nem a esposa de Gilmar Mendes integram a presidência ou qualquer cargo na diretoria da companhia.

Ao UOL Confere, a seguradora negou a informação e afirmou que Bivar e Guiomar "não têm qualquer relação" com a empresa. O atual diretor-presidente é, na verdade, Ismar Tôrres. Além disso, não há um vice-presidente direto e nenhum dos citados na mensagem consta no quadro de diretores.

A família Bivar é controladora da Companhia Excelsior de Seguros, que faz parte do consórcio da seguradora. De acordo com a Líder, a empresa representa 1% do total de 56 consorciadas.

A Líder representa as seguradoras que integram o DPVAT nas esferas administrativa e judicial das operações de seguro. Os valores anuais dos seguros são definidos pelo CNSP (Conselho Nacional de Seguros Privados), enquanto as indenizações são estabelecidas por lei.

A corrente começou a circular no começo de janeiro, depois que Toffoli suspendeu, no dia 31 de dezembro, uma resolução do CNSP que previa a redução do valor do seguro para este ano. A medida se deu a pedido da Rede e do PSOL.

Em novembro, o STF já havia suspendido uma medida provisória do presidente Jair Bolsonaro que extinguia o DPVAT.

Auditoria vê ligações entre gestora e PSL

Apesar de Bivar não ter ligação com a diretoria da Líder, uma auditoria da KPMG nas contas da companhia traz conversas de Whatsapp, trocas de emails e recibos de pagamentos que mostram a proximidade de antigos gestores da empresa com políticos do PSL ou pessoas próximas a eles.

A auditoria detalha uma cadeia de relacionamentos que ligava a Líder ao diretório nacional do PSL entre 2008 e 2017.

Segundo a Folha de S.Paulo, entre as conexões destacadas estão a Excelsior, de Bivar, o escritório Rueda & Rueda Advogados, do qual Antônio Rueda, vice-presidente do PSL, é sócio, e a SaudeSeg Sistema de Seguros, que tem cinco acionistas atuando no diretório nacional do PSL.

O UOL Confere é uma iniciativa do UOL para combater e esclarecer as notícias falsas na internet. Se você desconfia de uma notícia ou mensagem que recebeu, envie para uolconfere@uol.com.br.

Notícias