PUBLICIDADE
Topo

O que define se uma cervejaria é artesanal?

Cerveja Belorizontina, da Backer - Divulgação/Backer
Cerveja Belorizontina, da Backer Imagem: Divulgação/Backer
do UOL

Saulo Pereira Guimarães

Colaboração para o UOL, no Rio

18/01/2020 04h00

Resumo da notícia

  • Ministério da Agricultura não tem norma que defina características do produto
  • Associação Brasileira de Cerveja Artesanal usa como critério volume produzido
  • Considera artesanal cerveja com produção de até 5 milhões de litros por ano
  • Backer era considerada maior cervejaria artesanal do país, com produção mensal de aproximadamente 800 mil litros
  • Cervejas especiais seguem mesmas regras de produção das demais
  • Artesanal costuma ter cuidado acima da média com matéria-prima, entrega e apresentação

O que torna uma cerveja artesanal? De volta ao debate após os casos de intoxicação da cerveja Backer em Minas Gerais, a pergunta não tem uma resposta exata. Responsável pelo controle da bebida no país, o Ministério da Agricultura não tem uma norma que defina as características do produto.

Veja abaixo algumas perguntas e respostas sobre cervejarias no país.

Quantas cervejarias existem no Brasil? Quanto elas produzem?

O país contava com 889 cervejarias e 16.968 marcas de cervejas registradas em 2018, de acordo com os dados mais recentes do Ministério da Agricultura, órgão que regula o setor.

Segundo a Associação Brasileira de Cerveja Artesanal (Abracerva), fabricantes independentes produzem cerca de 380 milhões de litros por ano. O volume representa 2,5% dos 14 bilhões de litros da bebida produzidas no Brasil.

O que é cerveja artesanal?

O Ministério da Agricultura não tem uma legislação que defina o que torna uma cerveja artesanal.

A Associação Brasileira de Cerveja Artesanal (Abracerva) usa como critério o volume produzido pela empresa: considera artesanais as cervejas com produção de até 5 milhões de litros por ano, o equivalente a cerca de 415 mil litros por mês.

Para efeito de comparação, a maior cervejaria do mundo, a Ab Inbev, fabricou 77,8 bilhões de litros da bebida no Brasil em 2018, o equivalente a 6,5 bilhões de litros por mês.

Quanto produzia a cervejaria Backer?

Considerada a maior cervejaria artesanal do país, a Backer viu sua produção mensal saltar de cerca de 500 mil litros, em 2018, para aproximadamente 800 mil nos últimos meses. As empresas que fabricam volumes maiores que esses têm produção na casa dos milhões de litros por mês.

A maior parte das fabricantes de cervejas artesanais produz até 10 mil litros de cerveja por mês, embora haja exceções, segundo Gustavo Renha, sommelier de cervejas e consultor.

"No Rio, as maiores cervejarias especiais têm capacidade de produzir 200 mil litros por mês", afirmou Mariana Boynard, presidente da Associação de Microcervejarias Artesanais do estado do Rio (Amacerva-RJ).

Cervejas artesanais seguem regras diferentes de produção?

Não, segundo Mariana Boynard. "As cervejas especiais seguem as mesmas regras de produção das comuns, e as exigências de maquinário para suas fábricas são as iguais àquelas seguidas pelas grandes cervejarias", disse.

O que as cervejas artesanais têm em comum?

Na falta de uma definição clara, algumas características aproximam as cervejas artesanais brasileiras. O cuidado acima da média com matéria-prima, entrega e apresentação é uma delas.

Alguns exemplos: produto com rótulo desenhado a mão; ingredientes buscados diretamente no produtor, no horário em que estão mais frescos, para obter um melhor resultado na receita; ou os cervejeiros entregam a bebida nas lojas e ensinam aos comerciantes a melhor forma de acondicionamento.

De acordo com a Associação Brasileiras de Cerveja Artesanal (Abracerva), a maioria das bebidas do tipo é fabricada em empresas com menos de 1.000 funcionários.

Renha destaca, ainda, a flexibilidade como uma semelhança entre essas companhias. "Enquanto uma cervejaria artesanal pode desenvolver um novo produto em um mês, o mesmo processo pode demorar até um ano em uma grande empresa do setor, devido à maior burocracia envolvida numa decisão desse tipo nessas companhias".

Quais os principais tipos de cerveja artesanal no Brasil?

"Como o brasileiro está habituado a bebidas mais adocicadas, as cervejas artesanais com menor nível de amargor fazem mais sucesso", disse Renha. Entre elas, estão as receitas do tipo Pilsen. A variedade é a mesma produzida pelas grandes cervejarias, mas ganha sabor e aroma mais ricos em função do uso de outros tipos de malte e lúpulo pelos pequenos produtores.

Com nível de amargor de médio a alto, a India Pale Ale (IPA) é outra cerveja que teve êxito no mercado nacional. A Sour, que tem acidez acima da média e costuma ter frutas entre seus ingredientes, também é tendência e já tem vários adeptos atualmente.

Cerveja pode deixar de ser artesanal?

Com a febre das cervejas artesanais, o mercado brasileiro viu algumas situações do tipo nos últimos anos. A compra da cervejaria Wals e da Colorado pela Ambev, em 2015, e da Brassaria Ampolis pelo Grupo Petrópolis, em 2017, são alguns exemplos.

"Muita gente diz que, quando uma pequena cervejaria é adquirida por um grande grupo, ela perde essa classificação", disse Renha. Para ele, porém, a cerveja não deixa de ser artesanal se mantiver os padrões de produção e logística diferenciados após ser adquirida por um novo fabricante.

Caso Backer deve prejudicar setor cervejeiro?

Especialistas em cervejas artesanais tratam o caso com cautela e se mostram preocupados com o esclarecimento do que ocorreu exatamente.

"É preciso entender o que aconteceu e a justiça tem que ser feita. O achismo agora só prejudica o setor cervejeiro", disse Mariana.

"Respeito e sou solidário à dor das vítimas, mas é muito importante punir os responsáveis pelos erros sem crucificar ninguém", disse Renha. "Acredito que, em pouco tempo, nosso setor renderá boas notícias novamente."

Errata: o texto foi atualizado
Uma versão anterior deste texto informava incorretamente que o nível de amargor da IPA é baixo. Na verdade, é de médio a alto. A informação foi corrigida.

Notícias