Topo

Piñera propõe 'acordo social' em resposta a protestos no Chile

21/10/2019 21h10

Santiago, 22 Out 2019 (AFP) - O presidente chileno, Sebastián Piñera, propôs na noite desta segunda-feira (21) um "acordo social" para fazer frente às demandas expressas durante as intensas manifestações que duram quatro dias e deixaram 11 mortos em todo o Chile.

"Amanhã (terça) me reunirei com presidentes de partidos, tanto do governo quanto da oposição, para poder explorar e oxalá avançar para um acordo social que permita a todos nos aproximarmos com rapidez, eficácia e também responsabilidade para melhores soluções aos problemas que afligem os chilenos", afirmou o presidente em mensagem pública.

pa/pb/rsr/mvv

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Notícias