Topo

Famosa marca de alta-costura anuncia fim do uso de peles de animais

Guillaume Souvant/AFP
Fêmea de jacaré albino Imagem: Guillaume Souvant/AFP

2019-01-10T19:06:47

10/01/2019 19h06

A Chanel, marca francesa de alta-costura, bens de luxo e acessórios de moda, anunciou que não vai usar pelos e peles de animais exóticos em suas novas coleções. Parte da produção da empresa incluía couro de crocodilo, lagarto, cobra e arraia, entre outros.

Leia também:

Em entrevista ao jornal norte-americano Women's Wear Daily, especializado em cobertura do mercado fashion, Bruno Pavlovsky, presidente de moda da Chanel, disse que estava ficando cada vez mais difícil encontrar fornecedores que atingissem os padrões éticos e de qualidade da empresa. A respeito do que vai substituir a matéria-prima de origem animal, Pavlovsky disse que a solução vai ser interna, resultado do desenvolvimento de novos produtos no próprio ateliê da companhia.

"Nós fizemos isso porque [práticas sustentáveis] estão no ar, não porque fomos pressionados a fazer. Foi uma escolha própria", afirmou o presidente de moda da Chanel. Via Instagram, a ONG PETA (Pessoas pelo Tratamento Ético dos Animais, em tradução livre), publicou: "Depois de décadas de pressão da PETA, a Chanel baniu pelo e pele de animais exóticos em suas coleções. Este é o ano em que os designers saíram da idade das pedras".

Com informações da revista Women's Wear Daily

Quer receber notícias de graça por mensagem no seu Facebook? Clique AQUI e digite Notícias após acessar o Messenger. É muito simples!

Mais Notícias