PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Conteúdo publicado há
1 mês

Após prata, Vanessa Ferrari diz que medalha 'encerra um ciclo'

02/08/2021 09h38

TÓQUIO, 2 AGO (ANSA) - A ginasta italiana Vanessa Ferrari, que faturou a prata no solo dos Jogos Olímpicos de Tóquio, no Japão, reconheceu que mirava o ouro, mas disse que a medalha "encerra um ciclo".   


Ao som de "Con te partirò", de Andrea Bocelli, a italiana fez uma excelente apresentação no Centro de Ginástica Ariake e conseguiu somar uma nota de 14.200. Ferrari, no entanto, ficou atrás somente da norte-americana Jade Carey, que conseguiu 14.366.   


Em sua quarta Olimpíada, a medalha de prata marca o renascimento da ginasta italiana, que sofreu com terríveis lesões nos últimos anos, como uma fratura no tendão de Aquiles em 2017. Ferrari também já foi infectada pelo novo coronavírus.   


"Eu queria o ouro e ouvir o hino nacional tocar. A minha adversária americana começou com uma pontuação mais elevada, me concentrei principalmente na execução, mas tive vários problemas com os pés. Esta noite termina um ciclo de cinco anos que começou no Rio de Janeiro. Agora vou sair de férias, depois vou pensar como irei organizar meu futuro", declarou a atleta.   


Aos 30 anos de idade, a multicampeã Ferrari ficou em quarto lugar nas Olimpíadas de 2012 e 2016. Já em Tóquio, a atleta se tornou a primeira ginasta italiana a disputar quatro Jogos Olímpicos e faturou uma medalha inédita em sua carreira.   


Ao longo de sua carreira, Ferrari já conquistou cinco medalhas em mundiais, 11 em Campeonatos Europeus e outras 14 em Copas do Mundo da modalidade. (ANSA).   


Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Notícias