PUBLICIDADE
Topo

Torcedores protestam contra saída de técnico italiano no Irã

09/12/2019 12h46

ROMA, 09 DEZ (ANSA) - Manifestantes saíram às ruas de Teerã, capital do Irã, nesta segunda-feira (9) para protestar contra o governo, mas não em função do aumento do preço da gasolina, e sim por causa do pedido de demissão de um treinador de futebol italiano.   


Andrea Stramaccioni, ex-Inter de Milão, e sua comissão técnica rescindiram unilateralmente seu contrato com o Esteghlal, atual líder do Campeonato Iraniano, após a Fifa ter suspendido o vínculo por causa de atrasos no pagamento de salários.   


Centenas de torcedores do Esteghlal, um dos clubes mais populares do país persa, se reuniram em frente à sede do Ministério do Esporte, dono da equipe, para protestar contra a saída de Stramaccioni.   


"Sinto muita amargura por tudo ter terminado assim, acho que ninguém queria isso", declarou o treinador, já de volta à Itália, em entrevista à ANSA. "Lamento muito, mas fizemos todo o possível para salvar a relação e continuar trabalhando", acrescentou.   


Stramaccioni ainda negou que tenha deixado o Esteghlal por ter recebido ofertas de outros clubes. "Estou muito triste e não tenho muito a dizer, a não ser que o Esteghlal tem torcedores incríveis e que o povo iraniano é incrível", afirmou.   


O técnico italiano estava no clube desde junho passado e tinha contrato de dois anos. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Notícias