PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Datafolha: Eleitores de Huck e Doria rejeitam mais Bolsonaro do que Lula

Lula libera pesquisa Datafolha divulgada ontem - Marcelo D. Sants/Framephoto/Estadão Conteúdo - 10.mar.2021
Lula libera pesquisa Datafolha divulgada ontem Imagem: Marcelo D. Sants/Framephoto/Estadão Conteúdo - 10.mar.2021
do UOL

Nathan Lopes

Do UOL, em São Paulo

13/05/2021 14h37

Os eleitores de Ciro Gomes (PDT), Luciano Huck (sem partido) e João Doria (PSDB) rejeitam mais o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) do que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), indica a última pesquisa do Instituto Datafolha sobre a corrida para o Planalto, que acontece no ano que vem.

De acordo com o levantamento, dos entrevistados que declaram voto em Ciro no primeiro turno, 79% dizem que não votariam de jeito nenhum em Bolsonaro. No mesmo grupo, a rejeição a Lula é de 46%.

Entre os eleitores de Huck, 65% não votariam em Bolsonaro, e 53%, em Lula. Já no grupo que apoia Doria, 47% rejeitam o atual presidente, e 27%, o petista. Os entrevistados poderiam apontar para o Datafolha múltiplas escolhas, com a possibilidade de rejeitar mais de um possível candidato a presidente da República.

Eleitores de Moro rejeitam mais Lula

Apenas entre os entrevistados que dizem apoiar Sergio Moro (sem partido) há uma rejeição maior a Lula do que a Bolsonaro. Deles, são 72% não votariam de jeito nenhum no petista —que foi condenado por Moro quando este era juiz da Operação Lava Jato; a sentença contra Lula, porém, foi anulada pelo STF (Supremo Tribunal Federal).

No mesmo grupo, 58% disseram que não votariam em Bolsonaro, em cujo governo foi ministro da Justiça até abril de 2020.

Entre os eleitores de Bolsonaro, 77% não escolheriam Lula como candidato. Quando o cenário é o oposto, 81% dos eleitores do petista apontam rejeitar o atual presidente.

No grupo que declarou na pesquisa que votaria em branco, em nenhum ou anularia o voto, 41% não votariam em Bolsonaro e 38%, em Lula.

A pesquisa ouviu 2071 eleitores, em 146 cidades, entre os dias 11 e 12 de maio. No quadro geral, a rejeição a Bolsonaro é de 54%. A de Lula fica em 36%.

Notícias