PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Conteúdo publicado há
1 mês

Federação farmacêutica expressa decepção com apoio dos EUA a liberação de patentes de vacinas anticovid

05/05/2021 20h59

Genebra, 5 Mai 2021 (AFP) - A decisão dos Estados Unidos de apoiar uma suspensão temporária das patentes de vacinas anticovid "é decepcionante", expressou a Federação Internacional da Indústria Farmacêutica (IFPMA) nesta quarta-feira (5).

"Concordamos totalmente com o objetivo de fazer com que as vacinas contra a covid-19 sejam distribuídas de forma rápida e equitativa em todo o mundo. Mas como dissemos consistentemente, a suspensão é a resposta simples, mas errada, para um problema complexo", afirmou o grupo farmacêutico em comunicado.

"A suspensão de patentes não aumentará a produção ou fornecerá as soluções práticas de que precisamos para combater esta crise de saúde global", considerou a IFPMA. Esse órgão luta contra a proposta de levantamento apresentada à Organização Mundial do Comércio (OMC) pela Índia e pela África do Sul e que conta com o apoio de diversos países e organizações não governamentais.

A IFPMA estima que o levantamento poderia "causar perturbação, distrair, em vez de abordar os desafios reais para ser capaz de aumentar a produção e distribuição de vacinas contra o coronavírus em todo o mundo, ou seja, remover barreiras comerciais, resolver problemas de gargalo nas cadeias de abastecimento, escassez de matérias-primas e ingredientes e a disposição dos países ricos de começar a compartilhar suas doses com os países pobres".

Os países ricos acumularam as doses disponíveis, o que impede uma distribuição justa e ética. Há meses, a indústria e os grandes grupos farmacêuticos usam esse tipo de argumento, que também é ecoado pela OMC.

Em 24 de abril, o diretor da IFPMA, Thomas Cueni, insistiu em que 275 acordos de produção interlaboratoriais foram concluídos, às vezes entre rivais, para atingir a meta de 10 bilhões de doses de vacinas produzidas até o final de 2021.

Dependendo do setor, algo tão trivial quanto a falta de sacos plásticos ou filtros pode bloquear a máquina. Às vezes, faltam os lipídios necessários para proteger o RNA mensageiro das vacinas Pfizer-BioNTech e Moderna.

A indústria farmacêutica estima que atualmente é difícil obter mais de uma centena dos ingredientes usados na fabricação de vacinas.

vog/roc/erl/dga/jc/lb

Notícias