PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Candidata derrotada nas eleições de Belarus se refugia na Lituânia

11/08/2020 13h02

Moscou, 11 ago (EFE).- A candidata derrotada nas eleições presidenciais de Belarus, Svetlana Tikhanovskaia, deixou o país, conforme informou nesta terça-feira o ministro das Relações Exteriores da Lituânia, Linas Linkevicius.

"Svetlana Tikhanovskaia está a salvo. Está na Lituânia", conforme postou o chanceler no Twitter.

A representante da oposição bielorrussa no pleito, que teve votação concluída no domingo, foi superada pelo atual presidente da antiga república soviética, Alexandr Lukashenko, que obteve o sexto mandato consecutivo ao obter pouco mais de 80% dos votos.

Antes mesmo da divulgação dos resultados parciais, uma onda de protestos tomou conta das ruas de Belarus. Países como a Alemanha, assim como organizações internacionais, assim como a oposição local, apontaram uma série de irregularidades.

Ontem, Tikhanovskaia chegou a se pronunciar, garantindo que não via motivo para ser presa e que seguiria no país. Horas depois, no entanto, mais uma série de conflitos foi registrada, mais de 2 mil pessoas foram presas e uma pessoa morreu, em Minsk.

"Um dos manifestantes tentou lançar um artefato explosivo não identificado contra as forças de segurança. Ele explodiu nas mãos dele, que sofreu ferimentos que provocaram a morte", divulgou o Ministério do Interior de Belarus, via Telegram.

Svetlana Tikhanovskaia é mulher de mulher do blogueiro Siarhei Tikhanovski, que seria o adversário de Lukashenko nas eleições, mas foi preso em maio deste ano, durante protestos contra o governo.

Notícias