PUBLICIDADE
Topo

Grafite do movimento Black Lives Matter em frente à Trump Tower é vandalizado

14/07/2020 01h41

Nova York, 13 jul (EFE).- O enorme grafite com o slogan do movimento antirracista Black Lives Matter ("Vidas Negras Importam") em frente à Trump Tower, em Nova York, foi alvo da ação de vândalos nesta segunda-feira, apenas quatro dias depois de ter sido pintado por um grupo de autoridades e ativistas.

A polícia afirmou à imprensa local que um homem jogou tinta vermelha sobre o símbolo amarelo na Quinta Avenida na tarde desta segunda, e a mancha se espalhou à medida que os veículos passavam, até que as autoridades fecharam uma das pistas para limpá-la.

Na última quinta-feira, o prefeito de Nova York, Bill de Blasio, se juntou a um grupo de jovens ativistas para pintar o grafite de protesto, um dos vários que foram realizados em toda a cidade. Essa ação em especial chamou a atenção por sua localização, aos pés do arranha-céu do presidente americano, Donald Trump, crítico ferrenho das manifestações, às quais chamou de "símbolo do ódio".

O edifício central, onde vendedores ambulantes muitas vezes vendem artigos zombando ou se opondo a Trump, se tornou cenário de confrontos espontâneos entre apoiadores do presidente e defensores da causa antirracista neste fim de semana, sem causar nenhum incidente.

A polícia está procurando pela pessoa responsável por jogar tinta vermelha no grafite, supostamente um homem branco usando uma camiseta e chapéu preto, que fugiu antes da chegada dos agentes.

Esse não foi o único incidente do tipo relacionado ao movimento Black Lives Matter, iniciado após a morte do homem negro Geord Floyd, de 46 anos, enforcado por um policial branco em Minneapolis, no estado de Minnesota, em maio. Também foram vandalizadas pinturas nas quais foram escritas "todas as vidas importam" e "vidas brancas importam", levando a investigações e prisões sob acusação de crimes de ódio.

Notícias