PUBLICIDADE
Topo

"Blitz da vida" no Rio enfrenta resistência para retirar pessoas das praias

Policiais conversam com um casal que foi multado na praia de Ipanema, zona sul do Rio, por desobedecerem a detemrinação de não permanecer na areia - Wilton Junior/ Estadão Conteúdo
Policiais conversam com um casal que foi multado na praia de Ipanema, zona sul do Rio, por desobedecerem a detemrinação de não permanecer na areia Imagem: Wilton Junior/ Estadão Conteúdo

Denise Luna e Wilton Júnior

Rio

11/07/2020 13h14

A Guarda Municipal do Rio de Janeiro está realizando neste sábado a operação "Blitz da Vida", uma espécie de "pente-fino" nas praias cariocas para coibir aglomerações e exigir o uso de máscaras.

Ao todo são 81 guardas municipais fiscalizando as praias da zona sul carioca, atuando em parceria com a Polícia Militar.

Mesmo com a proibição da Prefeitura do Rio, muitas pessoas aproveitaram o dia de sol na cidade para romper o isolamento social e ir à praia ou andar no calçadão da orla, muitos sem máscaras e desrespeitando a ordem de não formar grandes grupos.

Segundo a Prefeitura, a frequência na praia somente será liberada após a descoberta da vacina contra o covid-19.

Em Ipanema, um casal chegou a entrar em conflito com os agentes, que tentavam retirá-los da areia por estarem sem máscaras, mas acabaram sendo liberados após momentos de tensão, com gritos e tumulto em torno da intervenção policial. A multa para a ausência da máscara é de R$ 107.

Notícias