PUBLICIDADE
Topo

Coreia do Sul registra primeiro caso de infecções por Covid-19 em escola

01/07/2020 15h49

Seul, 1 jul (EFE).- A Coreia do Sul relatou nesta quarta-feira o primeiro caso de infecção pelo novo coronavírus entre estudantes, depois que o país começou a reabrir as escolas no mês de maio.

Dois estudantes do quinto ano (de 10 a 11 anos) em uma escola em Daejeon (a 130 quilômetros de Seul) testaram ontem positivo para Covid-19.

Ambos tiveram em contato direto com outro aluno que testou positivo na última segunda-feira e cuja infecção teve origem em um surto ligado a uma empresa de vendas, em Daejeon, com mais de 50 pessoas contaminadas.

É a primeira vez que o país asiático detecta a transmissão de vírus nas escolas.

As autoridades testaram os 25 alunos que estiveram na sala de aula com o aluno infectado entre os dias 22 e 24 de junho e os colocaram em quarentena.

Embora a Coreia do Sul, que não recorreu ao confinamento e não fechou suas fronteiras, seja um dos países que melhor administrou a pandemia graças ao seu sistema de rastreamento de contatos, as autoridades garantiram que o país já está enfrentando uma segunda onda de infecções devido à continuação da ocorrência de novos surtos.

Esses novos surtos estão ligados principalmente a igrejas ou templos, empresas de vendas porta a porta ou locais de trabalho.

Ainda hoje, o Centro de Controle e Prevenção de Doenças da Coreia do Sul (KCDC) registrou 51 novas infecções por Covid-19, das quais 35 são transmitidas localmente.

Desses 35, 20 correspondem à região em torno de Seul, que em junho absorveu aproximadamente 90% dos novos casos.

Por sua vez, 12 infecções foram relatadas em Gwangju (sudoeste do país), aparentemente ligadas a um surto em um templo budista.

No total, o país asiático tem 12.850 infectados com o coronavírus, embora apenas 955 (7,4% do total) sejam casos ativos. Na Coreia do Sul, 282 pessoas morreram com o vírus, deixando uma taxa de mortalidade de 2,19%. EFE

asb/phg

Notícias