Topo

PT diz que Fernando Pimentel foi condenado "sem evidência de culpa"

Pimentel foi condenado a 10 anos e 6 meses de prisão - MARCELO FONSECA/ESTADÃO CONTEÚDO
Pimentel foi condenado a 10 anos e 6 meses de prisão Imagem: MARCELO FONSECA/ESTADÃO CONTEÚDO
do UOL

Do UOL, em São Paulo

21/11/2019 20h23

O PT afirmou hoje que o ex-governador de Minas Gerais Fernando Pimentel sofreu "uma condenação sem evidência de culpa".

Pimentel foi condenado a 10 anos e 6 meses de prisão por tráfico de influência e lavagem de dinheiro, com o agravante de abuso de poder.

Apesar da condenação, Pimental poderá recorrer em liberdade. O partido também afirmou que a sentença tem "caráter político".

O ex-governador mineiro foi acusado de não declarar recursos utilizados na campanha, no chamado "caixa 2" quando ainda era ministro do governo Dilma.

A juíza Luzia Divina de Paula Peixôto da 32ª Zona Eleitoral de Belo Horizonte afirmou na sentença que Pimentel contribuiu para a "desordem do sistema, traindo a confiança de quem representava. Na condição de destaque em que se encontrava no cenário político nacional à época, sua impunidade causa constrangimento às pessoas que creditam confiança e veem em representantes de tamanha envergadura, Inteligência, perspicácia e desenvoltura como a do réu, a esperança de um País melhor".

Notícias